Conheça as novas ferramentas de poupança online

O século XXI trouxe mudanças na forma como as pessoas poupam. Conheça as novas ferramentas de aforro online

Poupar dinheiro no século XXI é diferente do que acontecia antigamente. O objetivo é o mesmo – guardar recursos para utilizar mais tarde, porém as ferramentas utilizadas mudaram profundamente. A internet imprimiu uma revolução na forma como as pessoas estão na vida, de fazerem compras, facilitou o processo de procurar os melhores preços e de gerir o orçamento. Lentamente, o caderno e o lápis para anotar o dinheiro que entra, as despesas que saem, fazer contas de somar e subtrair foram substituídos por ‘smartphones’, ‘tablets’, computadores, folhas de Excel, aplicações e ‘sites’.

A crise também “fez nascer” um novo consumidor, mais informado, com preocupações ecológicas, mais frugal, com cuidado na forma como gasta o seu dinheiro, no valor do que compra, que procura os melhores preços e utiliza a internet como a sua ferramenta principal para comparar preços, caçar “pechinchas”, procurar os cupões e também novas ideias para poupar. Conheça as novas ferramentas de poupança online.

1. ‘Blogs’ de poupança

Hoje em dia não há limite para a informação que encontra na internet que pode ajudar a poupar dinheiro e manter-se livre de dívidas. O espaço virtual está recheado de ‘blogs’ para todos os gostos, mas nos últimos anos, com a crise económica, têm surgido cada vez mais sites desta natureza com conselhos de poupança para todos os gostos e áreas. Nestes espaços pessoais, os autores dão dicas de poupança nos mais variados aspetos da vida, desde a gestão doméstica, à culinária, passando pelos melhores descontos e bricolage. Leia o texto "Quatro Bloggers, quatro conselhos de poupança"

Um dos primeiros blogs com dicas de poupança e com informações sobre onde encontrar os melhores descontos que surgiu no mercado nacional foi o “Tralhas Grátis”. Catarina Vilela criou o site em 2007 e desde então permanece como uma das fontes principais para quem procura descontos, promoções e conselhos de poupança.

Para quem procura as melhores dicas para poupar nas lides domésticas, o ‘blog’ “Dona de Casa Perfeita” é a melhor fonte. “Limpar, organizar e poupar” sãos alguns dos verbos que Mónica Duarte melhor conjuga e regularmente partilha os seus conselhos com os leitores no site. Neste espaço pode encontrar vários truques de organização e poupança, desde dicas sobre o que levar na marmita para o trabalho a cada dia da semana, como reutilizar objetos ou como organizar a despensa, de forma a saber tudo o que tem em casa e não gastar dinheiro desnecessariamente. A autora também lançou um livro com o mesmo nome do ‘blog’.

Um outro ‘blog’ que tem dado que falar nos últimos tempos é o “The Busy Woman and The Strippy Cat”. Apesar do nome em inglês, a sua autora é portuguesa. Chama-se Rita Domingues, vive no Algarve, tem dois filhos e criou o ‘blog’ em 2011 após ter percebido que podia ser feliz com menos. Para a autora, ter “menos coisas equivale a menos stress, menos preocupações, mais tempo e mais dinheiro”, diz na sua apresentação. Desde então abraçou um estilo de vida frugal e partilha os seus conselhos com os leitores. Diariamente dá dicas de culinária, gestão de tempo, de dinheiro e reutilização de objetos.

Na área da culinária, Joana Roque tem o ‘blog’ “Economia Cá de Casa” onde dá dicas de receitas que podem ser feitas com pouco dinheiro e ainda sugestões de poupança e economia doméstica. Apesar do blog ter nascido em 2008, foi quando a crise financeira apertou que começou a ter mais visibilidade e, no espaço de um ano, as visitas aumentaram exponencialmente. Entretanto, a autora lançou vários livros: “Feito em Casa”, “Cozinhar, Celebrar e Partilhar”, “O que faço hoje para o jantar?” e
Receitas para todos os dias”.

Já se o seu objetivo é encontrar novas utilizações para objetos e mobiliário que tem em casa, assim como decorar a casa com pouco dinheiro e tempo, o Primeira Casa da Rua deve ser visita assídua. Aqui pode encontrar ideias para redecorar a casa de forma original e sem gastar muito dinheiro. Veja aqui um exemplo de como poderá reutilizar caixas de fruta.

2. Simuladores de poupança

Quanto é que tenho de poupar todos os meses para conseguir amealhar mil euros em dois anos? Quanto é que a minha aplicação financeira vai render? Quanto dinheiro poderei poupar se tiver alguns cuidados com os gastos com a eletricidade e água? Em alguma altura da vida quase todas as pessoas já se fizeram estas perguntas, porém nem todas têm paciência ou conhecimentos para fazer as contas. A internet proporciona uma série de ferramentas que dão informações de poupança em várias áreas da vida. Conheça alguns simuladores que vão facilitar-lhe a vida financeira. Leia o texto "Não deixe que a inflação coma as suas poupanças".

Caso não tenha um orçamento familiar e não saiba como fazer um, o site Todos Contam disponibiliza uma ferramenta onde poderá colocar todos os seus rendimentos, despesas com créditos e despesas fixas e, imediatamente, irá aferir qual a sua taxa de esforço, ou seja, o peso dos créditos no orçamento familiar e se necessita, ou não, de cortar nas despesas. Neste site, pode ainda encontrar outros simuladores interessantes para quem quer poupar: pode aferir quanto terá no final da poupança, quanto dinheiro precisa de poupar para alcançar determinado objetivo ou durante quanto tempo preciso de poupar para alcançar uma meta.

Já agora: Tem curiosidade para saber quanto teria de poupar por mês para chegar a milionário? O Saldo Positivo disponibiliza uma calculadora que permite saber qual o valor mensal que teria de colocar de lado para conseguir alcançar o seu primeiro milhão, tendo em conta as poupanças que já tem, o rendimento dos produtos de investimento e a idade em que gostaria de alcançar o estatuto de milionário. Faça aqui as contas. O site de literacia financeira disponibiliza ainda outros simuladores, nomeadamente quanto é que vai receber de subsídio de desemprego.

Outro aspeto do quotidiano que leva mais dinheiro são as despesas fixas como a água e a luz. Quem não gostaria de ver a conta da eletricidade encolher? Para saber exatamente quais os seus consumos e quanto é que pouparia caso adotasse alguns comportamentos mais comedidos, o site Eco Casa disponibiliza vários simuladores que permitem saber quantos euros pouparia caso trocasse o tarifário da eletricidade para bi-horário ou se instalasse lâmpadas fluorescentes em todas as divisões da casa.

 3. Lojas de compra e venda em segunda mão

Uma outra forma de poupar e ganhar dinheiro é através da compra e venda de objetos em segunda mão. Na internet têm proliferado vários ‘sites’ que facilitam estes negócios. Assim, se quer poupar dinheiro na compra de determinados objetos e não faz questão que sejam novos, pode recorrer a este ‘sites’ e poupar dinheiro na aquisição. Da mesma forma que poderá desfazer-se de alguns bens que já não deseja e apenas estão a ocupar espaço em casa. Leia o texto Como fazer dinheiro com o seu guarda-roupa.

Aqui ficam alguns sites onde poderá vender e comprar bens em segunda mão. No OLX, Segunda Mão, Custo Justo e Ocasião pode fazer negócios de vários objetos, nomeadamente mobiliário, roupa, artigos de desporto ou veículos. Se procura comprar ou vender roupa, existem outros sites mais específicos, como a Feira Chique ou o roupeiro.pt 

  • 4.‘Apps’ para gerir dinheiro

É comum chegar ao final do mês quase sem dinheiro na conta? Muitas pessoas vivem de ordenado em ordenado e não sabem como cortar nos gastos para conseguir poupar. Frequentemente, o dinheiro gasta-se nas pequenas compras, que nem sempre entram no orçamento familiar.

Para ajudar a combater este problema existem muitas aplicações no mercado que o dinheiro que sai da conta bancária e permitem ao utilizador ter uma noção exata de todos os gastos. Um exemplo de sucesso em Portugal é a aplicação Boonzi, um software ‘made in Portugal’, que ajuda a manter o seu dinheiro sob controlo e a gerir o orçamento mensal. Através desta ferramenta pode saber ao detalhe o património financeiro, os hábitos de consumo, detetar os consumos excessivos que podem ser reversíveis em poupança e a criar objetivos mensais. Eta aplicação está disponível para desktop, para ‘smartphones’ e ‘cloud’. Esta aplicação tem o custo de 10 euros. Leia o texto Saiba como escolher um 'tablet'.

Se o inglês não for um problema, existem outras “apps” que pode utilizar como o Mint. Com ou o Spending Tracker. Leia o texto Saiba como escolher um 'smartphone'.

5. Comparadores de preços

Em tempos de contenção financeira é cada vez mais importante comparar preços antes de comprar alguma coisa. Quer seja uma casa, um par de calças, um computador ou um telemóvel. Neste sentido, existem uma série de sites que o podem ajudar nesta missão. Por isso, antes de comprar algo descubra onde está à venda mais barato.

O Kuanto Kusta é um motor de pesquisa que procura os melhores preços de produtos de várias categorias, desde informática, a moda, passando por eletrodomésticos e livros. Outro motor de pesquisa disponível é o Izideal, um serviço simples e gratuito para comparar preços.

Se o objetivo é encontrar o posto de gasolina com melhores preços da zona onde está, então o site que procura é o “Preço dos Combustíveis Online”. Basta indicar uma localidade, clicar em “procurar” e irá aparecer um lista com os postos de abastecimento ativos e respetivos preços, serviços disponíveis é horário de funcionamento.

Se procura as férias mais baratas, existem vários sites comparadores de preços e que procuram a melhor oferta para a sua carteira. Por exemplo, se quer comprar uma viagem de avião pode pesquisar em “Edreams”, o “Skyscanner” ou o “Momondo. Já se o que pretende é um hotel, há inúmeros sites como o “Trivago” ou o “Booking”.

6. Agregadores de descontos

Nos últimos anos, têm surgido inúmeros ‘sites’ de compras coletivas com inúmeros descontos em várias áreas como a cosmética, beleza, roupa, acessórios, lazer ou entretenimento. Alguns exemplos são o Odisseias, a Groupon, a Let’s Bonus ou a Promofans.

Há tantos sites, que a possibilidade de perder alguma oferta interessante é grande. Se não quer perder nenhuma promoção, já existem alguns sites que agregam os descontos de vários sites de compras coletivas, e não só, onde poderá procurar o melhor para o seu caso. São eles: o Sapo Promos, o Tostão, Forretas ou o Wone, Leia o texto "10 sites para planear férias baratas e perfeitas"

7. Sites de literacia financeira

A crise económica trouxe para a ribalta as lacunas de conhecimentos sobre literacia financeira dos portugueses. Para combater este problema surgiram vários ‘sites’ que procuram informar sobre temas financeiros, nomeadamente alguns conceitos fundamentais como por exemplo: quais os primeiros sinais de que está a ficar sobre-endividado ou que produtos para poupar existem no mercado.

O Saldo Positivo deu o pontapé de saída e, nos anos seguintes, surgiram inúmeros outros sites com informação financeira, como por exemplo o Todos Contam – uma iniciativa do Plano Nacional de Formação Financeira, desenvolvido pelos três supervisores financeiros, o Banco de Portugal (BdP), o Instituto Superior de Seguros e a Comissão Mercado de Valores Mobiliários. Também poderá procurar ajuda no Portal do Cliente Bancário, do BdP ou no “Boas Práticas Boas Contas”, uma iniciativa da Associação Portuguesa de Bancos.

Leia também:

Saiba como as emoções podem arruinar as poupanças 10 Dicas para poupar... com as crianças 10 Dicas para poupar... em casa Seis programas que ajudam a poupar 10 ditados que incentivam a poupança

Saldo positivo

Comentários