Ter acne mesmo depois da adolescência

20% dos casos de acne são tardios e aparecem pela primeira vez na idade adulta
A acne é um dos piores pesadelos para qualquer mulher. Se pensa que este é um problema exclusivo dos adolescentes, desengane-se, pois após esta fase ela volta muitas vezes a aparecer. É um problema que pode inclusive surgir apenas na idade adulta, pois apesar de 80% dos casos serem reincidentes e provenientes de acne na adolescência, cerca de 20% são descritos como tardios e aparecem pela primeira vez na idade adulta.



A acne é chamada de tardia quando se manifesta após os 25 anos, e é diferente da acne juvenil nas causas e nas manifestações, necessitando, por isso, de um tratamento específico e adaptado a esta idade.



A incidência da acne tardia tem vindo a aumentar, especialmente no sexo feminino devido a alterações hormonais, afectando cerca de 25% das mulheres na idade adulta. É geralmente menos severa do que a que ocorre na adolescência, mas igualmente impactante em termos físicos e psicológicos.



Pode surgir devido a diversos fatores para além do hiperandrogenismo, tais como a oleosidade natural da pele, a utilização de cosméticos desadequados, tipo de pele, maquilhagem muito oleosa e oclusiva, consumo de certos medicamentos, predisposição genética, e stresse ou poluição.



O tratamento da acne tardia deve ser realizado utilizando uma abordagem diferente da que é utilizada na adolescência, pois a fisiologia da pele é diferente e há que ter em conta também os primeiros sinais de envelhecimento, que começam as surgir após os vinte e cinco anos.



O tratamento deve então ser específico e respeitar da fisiologia da pele, felizmente, nos dias de hoje existem vários produtos disponíveis para a prevenção e tratamento deste problema, por isso… está aberta a “guerra às borbulhas!“



Normalmente, uma higiene cuidada, e os cuidados cosméticos específicos constantes permitem melhorar o aspeto da pele. Existem cosméticos especialmente formulados para corrigir os sinais visíveis da pele com tendência acneica, agindo também na origem do seu desequilíbrio e restaurando a integridade da mesma, podendo atuar ou não enquanto complemento de tratamento dermatológico.



Regras de ouro



1. A higiene da pele é essencial e constitui o primeiro e mais importante passo a ter em conta antes da aplicação de qualquer cuidado de tratamento.



2. pele deve ser limpa de manhã e à noite com produtos dermatológicos suaves, sem álcool e que atuem na prevenção das irritações. Se gostar de limpeza sem água, pode optar por usar uma água micelar que refresca e suaviza, limpa o rosto e elimina as impurezas, para quem gosta de limpeza com água a escolha recai num gel lavante que contribui para prevenir o aparecimento de imperfeições, reduz o brilho excessivo e o excesso de oleosidade da pele.




3. O rosto deve ser lavado com água tépida e nunca com água demasiado quente, pois a água quente estimula as glândulas sebáceas a produzir mais sebo, aumentando a oleosidade da pele, fator que agrava a acne.

Ver artigo completo

Comentários