Conversas de Homem: Júlio Machado Vaz e Pedro Vendeira em chat privado

Dia 20 de Outubro, os portugueses vão ter a oportunidade de tirar todas as dúvidas sobre disfunção eréctil de forma privada, anónima e gratuita. O psiquiatra e sexólogo Júlio Machado Vaz e o urologista Pedro Vendeira vão estar online, e em direto, disponíveis para prestar todo o tipo de esclarecimentos.

Se tem dúvidas, «não arranje desculpas»: no dia 20 de Outubro, aceda a www.conversasdehomem.com. Entre as 19h00 e as 22h00, no Conversas de Homem, terá à sua disposição os conselhos de duas das maiores referências nacionais da área.

A Lilly Portugal, a Sociedade Portuguesa de Andrologia e a Associação Portuguesa de Urologia voltam a unir esforços para a sensibilização e desmistificação de tabus relacionados com a Disfunção Eréctil. Porque a vergonha continua a ser um dos principais entraves no combate a esta doença que, só em Portugal, afeta meio milhão de homens, a farmacêutica e as duas sociedades escolheram a Internet para ajudar a esclarecer e a informar.

No dia 20 de Outubro, os interessados poderão aceder ao micro site Conversas de Homem, em www.conversasdehomem.com, e colocar questões de forma totalmente anónima. Num chat privado, e numa janela a que só o utilizador e os profissionais de saúde terão acesso, os portugueses poderão ver as suas dúvidas esclarecidas por dois profissionais que dispensam apresentação.

Ao psiquiatra e sexólogo Júlio Machado Vaz, que já havia realizado uma experiência semelhante em Fevereiro, junta-se agora Pedro Vendeira, com a vertente da Urologia. No dia 14 de Fevereiro, em www.14Fevereiro.com, mais de 3.000 pessoas conseguiram falar com Machado Vaz e fazer uma sessão de aconselhamento.

«É com enorme entusiasmo que volto a abraçar este desafio», explica Júlio Machado Vaz. «O sucesso da edição passada deixou-me com uma vontade imensa de repetir. Ainda mais agora, com a companhia e a preciosa colaboração do meu colega Pedro Vendeira, essencial para o esclarecimento das questões ligadas à Urologia», acrescenta.

«Iniciativas como esta são de louvar, sobretudo quando sabemos que ainda há uma grande percentagem de homens com dificuldade em assumir e expor a Disfunção Eréctil», refere Pedro Vendeira, urologista. «Devemos combater a vergonha e incentivar a procura de ajuda. Se o pudermos fazer por esta via, porque não? Falem connosco! Procurem-nos. Hoje sabemos que é possível tratar com êxito quase todas as situações de Disfunção Eréctil. Chega de constrangimentos. Os avanços registados nos últimos anos vieram facilitar o tratamento e, consequentemente, a vida dos homens que sofrem desta doença», explica.


Para mais informações pode ainda consultar o www.vivebem.com.


Comentários