A falta de sono aumenta o stress e a ansiedade. Mas quantas horas devemos dormir?

Há cada vez mais pessoas a sofrerem de insónia, dificuldade de iniciar ou manter o sono. Segundo a psiquiatra Teresa Leonardo, a insónia é a queixa mais comum relacionada com o sono e pode ser transitória ou persistente. Saiba o que deve fazer para ter um sono reparador. Um artigo da médica psiquiatra Teresa Leonardo.

A necessidade fisiológica do sono está diretamente relacionada com a idade. À medida que envelhecemos vamos tolerando menos horas de sono, mas nunca menos de sete, sugerem os especialistas.

Recém nascido: 17h; 5 anos: 10-13h; 14-17 anos: 8 a 10h; 18 aos 64 anos: 7h a 9h; mais 65 anos: 7- 8h.

O número de horas total de sono tem valor limitado: há pessoas que dormem bem e outras que dormem mal. A história médica e psiquiátrica completas são fundamentais para diagnosticar condições que têm impacto sobre a função sono-vigília. Pacientes com insónias devem ser questionados, sobre o que é para si um sono saudável.

A gravidade da insónia só pode ser compreendida, observando os seus efeitos no comportamento/funcionamento diurno de uma pessoa, através do humor, fadiga, dores musculares, atenção e concentração.

Como melhorar a qualidade de sono

  1. Hora fixa deitar e levantar.
  2. Relaxar antes de ir dormir.
  3. Exercício físico pode ajudar no caso de insónia mas não antes de dormir.
  4. Evite luz intensa antes de deitar.
  5. Evite refeições pesadas e cafeína.
  6. Evite barulho externo e luz.
  7. Cama confortável.
Os vários tipos de insónia
  1. Insónia inicial – dificuldade em adormecer
  2. Insónia intermédia – múltiplos acordares
  3. Insónia terminal – acorda mais cedo normalmente acompanhada de angústia

A insónia está associada a um desempenho profissional insatisfatório, fadiga, acidentes, perda de qualidade de vida/bem-estar, aumento do consumo de álcool. Estudos demonstram que insónia per si é um “stressor” biológico que resulta em aumento de comportamento agressivo e ansiedade.

Durante o séc. XX a energia passou a estar disponível de forma generalizada e com ela alterações sociais, trabalho por turnos em vários grupos profissionais e em todos os continentes (maior ritmo de trabalho e competição), as novas tecnologias de comunicação, as viagens intercontinentais tornaram-se comuns. A sociedade 24h online tornou-se regra.

Comentários