Introdução - Primeiros Socorros

Quando é necessário actuar rapidamente

Diariamente, existe a hipótese de nos confrontarmos com situações de emergência que exigem uma intervenção imediata e crítica. Muitas vezes não nos sentimos preparados para actuar, por não sabermos como proceder ou por desconhecemos a necessidade de o fazer.
Dado que podemos ser os únicos no local da ocorrência, é importante estarmos preparados para actuar rapidamente, até à chegada dos meios de socorro.
Pode ser a vida de um familiar, de um amigo ou colega que está em risco. Os primeiros socorros são a resposta rápida e inicial a uma emergência médica, através da aplicação de técnicas simples e eficazes para reduzir a gravidade da situação, melhorando as hipóteses de sobrevivência de uma vítima e diminuindo o seu grau de sofrimento.
Aumenta-se assim a possibilidade de recuperação e conservação da sua qualidade de vida. Saber o que fazer e (especialmente) o que não fazer pode significar a diferença nestes casos, mas é preciso treinar para aprender.
Improvisar pode causar danos ainda maiores danos para a vítima, por exemplo paralisia e mesmo a morte. Apenas num curso qualificado e de teor prático se pode realmente obter competências para actuar, sendo o treino prático essencial para alguém se tornar um socorrista. A Cruz Vermelha acredita que o socorrismo é uma responsabilidade cívica primária e que os cidadãos devem desenvolver competências nesta área, no sentido de ajudarem o próximo e assim reforçar os laços de solidariedade na sociedade.
Para informações sobre os nossos cursos, visite www.cruzvermelha.pt.

Comentários