• Comida picante para viver mais e melhor

    O consumo de comida picante tem aumentado bastante no ocidente, o que podem ser boas notícias para a nossa saúde, tendo em conta que se acumulam os estudos sobre os seus benefícios. (Susana Krauss)

  • “98% das noivas conseguem perder peso. Porquê? Estão motivadas”

    Não uma, nem duas ou três, mas quatro dietas num mesmo livro. Isto, sem margem para enganos ou confusões. A nutricionista Maria João Nogueira, partiu da sua prática clínica, para nos propor um livro de dietas com propostas diversas e motivadoras que de adaptam ao ritmo e gosto de cada individuo. Como nos diz em entrevista, uma alternativa honesta e uma nova abordagem face aos regimes alimentares de perda de peso. (Sabores)

  • Um superalimento chamado teff

    Sem glúten, rico em fibras e de fácil digestão, este cereal originário da Etiópia também é uma boa fonte de cálcio. Muitas celebridades usam-no para emagrecer. (Revista Prevenir)

  • 3 snacks saudáveis para comer em frente à televisão

    Um sofá, uma manta e um comando. Não é preciso muito para fazer muita gente feliz. Mas é preciso ter cuidado com o que se ingere enquanto assiste ao seu programa favorito. (Revista Prevenir)

    O jejum intermitente está na moda. E emagrece mesmo?

    O jejum intermitente é um conceito muito falado e seguido com o objetivo principal de potenciar a perda de peso. Neste vídeo a Prof. Teresa Branco fala sobre as estratégias inerentes a esta abordagem alimentar e analisa o seu impacto na gestão do peso. (Instituto Prof. Teresa Branco)

  • Dieta de inverno

    Os meses de maior frio exigem uma alimentação com dose reforçada de vitamina C. Saiba quais são os 10 alimentos que mais deve privilegiar nesta altura. (Revista Prevenir)

  • Sabe escolher bem o peixe que compra?

    As dúvidas continuam a ser muitas. Saiba quais são os aspetos a ter em conta quando o escolhe e como reduzir alguns dos riscos associados ao seu consumo. (Revista Prevenir)

  • Flexitarianismo é uma nova moda. E pode valer a pena conhecê-la

    O flexitarianismo é um termo que funde os conceitos “vegetarianismo” e “flexível”, uma nova tendência nutricional, cuja dieta é baseada na ingestão de alimentos vegetais mas permite a ingestão, esporádica, de peixe e carne. As explicações são da nutricionista Ana Rita Lopes, da Unidade de Nutrição do Hospital Lusíadas Lisboa. (Nuno Noronha)

    Os sumos de fruta natural são uma opção saudável?

    O sumo de fruta é muitas vezes uma opção recorrente na alimentação de crianças e adultos. Mas será uma opção saudável a incluir na alimentação regularmente ou existem alternativas mais adequadas? (Instituto Prof. Teresa Branco)

  • Não passa sem iogurte?

    Então este artigo é mesmo para si! Nele vai aprender que este alimento pode ajudar a contrariar a depressão, a combater a osteoporose e até a candidíase (Revista Prevenir)

  • Menos dois quilos em 15 dias

    Um plano alimentar hipocalórico, elaborado pela dietista Marisa Costa, que lhe devolve uma silhueta elegante em menos de nada. E (quase) sem esforço! (Revista Prevenir)

  • Como reduzir as toxinas na dieta alimentar

    Os aditivos alimentares, os metais pesados e as nitrosaminas podem estar na origem de alterações metabólicas e até de doenças do foro cancerígeno e infeccioso. Aprenda a proteger a sua saúde. (Revista Saber Viver)

  • Como é que a dieta e os nutrientes afetam o seu relógio biológico?

    Os alimentos, além de proverem nutrientes, água e energia, também podem afetar o vulgarmente chamado “relógio biológico”, uma estrutura naturalmente existente nos seres vivos, capaz de regular os horários de todos os acontecimentos corpóreos, possibilitando uma previsão do momento em que estes irão ocorrer. (Holmes Place)

  • Toda a verdade sobre o óleo de palma

    Presente em muitos alimentos processados, tem estado sob fogo cerrado. Mas, afinal, faz mal ou não? Iara Rodrigues, nutricionista, responde! (Revista Prevenir)

    O perigo de uma torrada queimada

    Sai uma torrada e uma meia de leite. Sabia que esta clássica refeição de muitos portugueses, pode contribuir para o desenvolvimento de vários tipos de cancro. (Workwell)

  • As melhores e mais saudáveis alternativas à carne

    Sobre a problemática da doença das vacas loucas e a sua variante humana, eis algumas sugestões que poderá introduzir na sua alimentação diária, alternativamente à carne, segundo o médico especialista em Medicina Geral e Familiar Pedro Lôbo do Vale. (Nuno Noronha)

    Afinal o café prejudica ou potencia a saúde?

    Será o café uma opção nefasta para a sua saúde ou poderá trazer-lhe benefícios? Não deixe de assistir a este novo vídeo da Prof. Teresa Branco que o ajudará a esclarecer esta dúvida e a conhecer melhor as propriedades do café, assim como o seu impacto na saúde. (Instituto Prof. Teresa Branco)

  • Os exercícios de auto-hipnose que ajudam a perder peso

    Emagrecer é mais fácil se conseguir controlar a sua mente e se a (re)programar para resistir aos alimentos mais calóricos. Veja o que deve fazer para reduzir números ao mostrador da sua balança. (Revista Prevenir)

  • Proteja-se do cancro à mesa

    De uma forma muito simples, recorrendo a alimentos do quotidiano, é muito fácil prevenir a doença mais temida nos dias que correm. Veja o que deve incluir no seu plano anticancro. (Revista Saber Viver)

    Água de coco, uma bebida natural cheia de benefícios

    A água de coco tem aumentando de popularidade, fazendo jus às suas inúmeras propriedades de saúde. Fomos descobrir alguns dos benefícios de incluir a água de coco no seu dia a dia. (Workwell)

    Afinal o chocolate é um amigo ou vilão?

    O chocolate é bastante desejado por muitas pessoas, embora seja um alimento que ainda levanta dúvidas em relação ao seu impacto na saúde. A Prof. Teresa Branco partilha os benefícios que advêm do consumo deste alimento e algumas dicas que o ajudarão na seleção do melhor produto. (Instituto Prof. Teresa Branco)

    Leites vegetais: perca peso, poupe dinheiro e ganhe saúde!

    Há cada vez mais pessoas à procura de alternativas saudáveis, ao leite de vaca. No mercado, as opções são imensas, no entanto, o custo de 1 litro de leite vegetal, quando comparado com um 1 litro de leite de vaca, torna-se excessivamente caro. Deixamos-lhe aqui 4 receitas simples e que ainda o vão fazer poupar. (Workwell)

  • A refeição económica que lhe dá (muita) saúde

    Prática, simples, versátil, económica e muito rica em nutrientes fundamentais ao bom funcionamento do nosso organismo, a sopa deve ser parte essencial da sua dieta diária. Saiba porquê. (Revista Prevenir)

  • Os alimentos que (melhor) ajudam a prevenir a epidemia do século XXI

    Para muitos especialistas, não existe qualquer dúvida. Uma boa alimentação é meio caminho para combater o cancro. Veja os ingredientes que deve privilegiar. (Revista Saber Viver)

  • Sou intolerante à lactose. Posso consumir kefir?

    Quando adicionado ao leite, este produto gera um processo de fermentação. Patrícia Segadães, nutricionista, explica por que deve ser consumido. (Revista Prevenir)

  • A (nova) dieta rica em sirtuína

    Os sirts não são uma tribo indígena, nem sequer uma nova banda rock. São, sim, alimentos ricos neste catalizador, que podem potenciar o emagrecimento e beneficiar a sua saúde. Quer saber como? (Revista Saber Viver)

  • Como tirar partido das sementes de chia sem prejudicar a sua saúde

    Ricas em ácidos gordos e ómega 3 e 6, são essenciais para o bom funcionamento das células e tecidos e uma mais-valia para quem quer perder peso. Mas também exigem precauções! (Revista Prevenir)

  • Fim de semana de excessos. E agora?

    Pedro Choy, especialista em Medicina Chinesa, dá-lhe dicas para desintoxicar o organismo. (Nuno Noronha)

    Devemos mesmo evitar a carne vermelha?

    Neste vídeo, a Prof. Teresa Branco aborda o consumo de carne vermelha e o seu impacto na saúde. Aprenda a escolher uma carne de qualidade. (Instituto Prof. Teresa Branco)

  • Comer ou não comer? Eis a questão

    O Natal já passou e, certamente, muitas “asneiras” foram cometidas. É normal. Quem não o faz? Um artigo da psicóloga Mafalda Leitão. (Nuno Noronha)

    Saúde em forma com sushi

    Rico em nutrientes, pobre em calorias, fácil e rápido de fazer e muito saboroso, o sushi conquista cada vez mais adeptos. (Sabores)

  • Tenho diabetes e quero ir a uma festa. O que posso comer?

    Como podemos ter as glicemias controladas sem nos privarmos completamente das delícias à mesa? As explicações na nutricionista Jenifer Duarte. (Nuno Noronha)

  • Dieta: quais os alimentos que não devemos misturar?

    A diversidade alimentar é cada vez mais uma preocupação. Todos os macro e micronutrientes são importantes, mas a combinação de alguns nutrientes com outros nutrientes e minerais, podem alterar a sua biodisponibilidade. (Holmes Place)

  • Quais os verdadeiros benefícios do polén de abelha?

    É um dos ingredientes mais completos, dado que contém praticamente todos os nutrientes necessários aos seres humanos. Mas será que faz assim tão bem? (Revista Prevenir)

  • Os trunfos da Dieta Flexitariana

    Inspirada no regime vegetariano, esta é a dieta que o vai ajudar a emagrecer e a adotar um estilo de vida mais saudável, sem prescindir dos seus alimentos preferidos. Veja o que (não) deve ingerir. (Revista Saber Viver)

  • Emagrecer em casal

    Perder peso em conjunto é, à partida, mais fácil, garantem muitos especialistas em nutrição. Transforme a dieta num jogo divertido, seguindo um conjunto de regras que permitem atingir esse objetivo. (Revista Prevenir)

    Como escolher a melhor barra de cereais?

    O valor calórico é usualmente o fator que condiciona a escolha da barra de cereais. No entanto, este não deve ser o único parâmetro que deve ter em consideração na seleção deste alimento. Neste vídeo a Prof. Teresa Branco irá ajudá-lo a escolher a melhor barra de cereais para o ajudar a gerir o seu peso e a sua saúde. (Instituto Prof. Teresa Branco)

  • Comece o ano mais magro

    Sim, é mesmo possível começar 2017 mais elegante, mesmo depois de um mês de festas. A nutricionista Iara Rodrigues elaborou um plano que resulta em qualquer altura do ano. (Revista Prevenir)

    Qual a melhor altura para começar a perder peso?

    Um programa de gestão do peso que seja eficaz a longo prazo requer uma transformação pessoal que dê origem a uma perda de peso sustentada, para que no futuro não exista novo aumento de peso. Com este novo vídeo a Prof. Teresa Branco vai ajudá-lo a identificar qual o momento indicado para iniciar o seu programa de perda de peso. (Instituto Prof. Teresa Branco)

  • As (muitas) razões por que deve aumentar o consumo de alho

    Protege o sistema imunitário, tem uma ação antibiótica e muito mais. Um estudo norte-americano associa ainda a sua ingestão a uma redução de risco de cancro do cólon. (Revista Prevenir)

  • Festejar sem engordar

    Nesta altura, as tentações gastronómicas são mais do que muitas. Reunimos, por isso, as melhores estratégias que quatro especialistas em nutrição têm, Natal após Natal, partilhado com a revista Prevenir. (Revista Prevenir)

  • “Comer bem no Natal significa inverter prioridades. Mais legumes, menos peixe e carne”

    Moderação, bom senso e disciplina. Seguindo estes três princípios conseguimos uma mesa de Natal e de Ano Novo nutricionalmente mais equilibrada. Mais couves e grão, menos bacalhau e peru. Doces, sim, mas em doses reduzidas. Uma sopa como elemento saciante é bem vista. Cláudia Viegas, nutricionista e docente, aborda item por item os alimentos da Consoada. Não esquece os light (cuidado) e o álcool (q.b.). A alimentação das crianças também entra nesta mesa. (Sabores)

  • O bolo-rainha é melhor do que o bolo-rei?

    Nos últimos anos, a versão sem frutos cristalizados tem ganho a preferência de muitos consumidores. Lilian Barros, nutricionista, comenta a escolha do ponto de vista nutricional. (Revista Prevenir)

  • Arroz-doce ou aletria? Qual é a melhor opção?

    São duas sobremesas na mesma linha, ricas em hidratos de carbono. Mas será que uma faz mais mal do que a outra? A nutricionista Lilian Barros responde à pergunta. (Revista Prevenir)

    O coco faz bem ou é só um alimento na moda?

    Durante muitos anos o coco foi considerado um alimento pouco benéfico devido ao seu teor elevado de gordura saturada. No entanto, este alimento tem vindo a ser cada vez mais utilizado na nossa alimentação, existindo uma enorme variedade de produtos disponíveis no mercado. Permanece então a dúvida: Devemos incluir o coco na nossa alimentação? Neste vídeo a Prof. Teresa Branco esclarece esta questão. (Instituto Prof. Teresa Branco)

  • Não se descontrole no Natal e no fim de ano

    Por muita força de vontade que (não) tenhamos, as tentações gastronómicas são mais do que muitas. Teresa Branco, fisiologista, explica o que pode fazer para ficar em forma nesta época do ano. (Revista Prevenir)

  • Avelãs ajudam a emagrecer (e não só!)

    São um dos frutos secos que mais contribui para o equilíbrio das dietas. Um novo estudo que resulta da análise de 29 investigações internacionais enaltece os benefícios nutricionais deste alimento. (Revista Jardins)

    Deixar de fumar engorda?

    Neste vídeo a Prof. Teresa Branco irá abordar a relação entre deixar de fumar e o aumento de peso. Descubra o que pode promover esta reação no organismo e quais as estratégias a adotar para contrariar essa tendência. (Instituto Prof. Teresa Branco)

  • Será que vale mesmo a pena investir em produtos biológicos?

    São, geralmente, feios e mais caros mas há cada vez mais gente a apostar neles. Além de haver mais mercados, o número de supermercados especializados também está a aumentar. (Revista Prevenir)

  • Vertente radical do vegetarianismo está a ganhar mais adeptos

    Cerca de 200 pessoas em Portugal já seguem esta dieta, à base de comida crua, diariamente. Mas será que esta opção é mais saudável ou, antes pelo contrário, prejudicial à saúde? (Revista Prevenir)

  • Poejo combate a falta de apetite e as gripes

    Muito comum no Alentejo, esta planta, com propriedades anti-helmínticas, também previne e alivia problemas digestivos. Veja os chás que pode fazer para se proteger. (Revista Prevenir)

  • Ressaca, tensão alta ou dores de cabeça? Combata-as com a couve

    Amiga da perda de peso, do equilibro da saúde da pele e até mesmo na cura das ressacas, à couve não faltam atributos na hora de tratar do nosso bem-estar. Vamos confirmar. (Sabores)

  • Os frutos secos engordam assim tanto?

    Na sua composição integram substâncias que fazem bem à saúde. É praticamente impossível comer só um. Acabe com todas as dúvidas e saiba o que diz um estudo sobre este tipo de alimentos. (Revista Prevenir)

  • O que a medicina ortomolecular pode fazer por si

    Ponha os nutrientes ao serviço da sua saúde com um método terapêutico e, sobretudo, preventivo que tem vindo a conquistar milhares de adeptos em todo o mundo. (Revista Prevenir)

  • O único tipo de carne que como é a de aves. É suficiente?

    Liliana Oliveira, nutricionista e membro da Associação Portuguesa de Dietistas, responde à pergunta, numa altura em que muitos portugueses passaram a ingerir menos carnes vermelhas. (Revista Prevenir)

  • Os benefícios do óleo de coco

    Esta gordura versátil, ainda desconhecida de muitos, tem propriedades antienvelhecimento indesmentíveis. Saiba quais são as melhores formas de a usar. (Revista Prevenir)

  • Vença a síndrome pré-menstrual com a alimentação certa

    Existem nutrientes que previnem e que aliviam as dores e o mau estar que muitas mulheres sentem durante o período que antecede a menstruação. Veja o que deve mudar para superar os dias mais difíceis. (Revista Prevenir)

  • O que pode fazer para não ter (tanta) vontade de comer

    Mentalize-se. Haverá sempre comida boa e deliciosa por perto, mesmo que esteja a tentar perder peso. A boa notícia é que você pode mudar a forma como pensa acerca dela. (Revista Prevenir)

  • Porquê incluir cogumelos na nossa alimentação?

    Sabia que os cogumelos não têm quase calorias? Sim é verdade, 22 calorias por 100 gramas. (Teleculinária)

  • Qual é o papel da tiroide no metabolismo?

    A glândula tiroideia promove a produção de duas hormonas que regulam o metabolismo e que, quando diminuídas no organismo, podem levar ao aumento de peso. Saiba porquê. (Revista Prevenir)