O que é um vegan?

A alimentação vegan e os seus benefícios na saúde
O que é um vegan? Em traços gerais, é um indivíduo que exclui da sua alimentação e lifestyle tudo aquilo que tenha origem animal, que tenha sido testado em animais ou que contribua de alguma forma para a exploração animal.



Na alimentação: a carne, peixe, ovos, leite e seus derivados, mel, bem como todos os ingredientes que tenham na sua composição alguma origem animal. No lifestyle: todo o vestuário e calçado cuja pele seja animal, todos os cosméticos e produtos que tenham ingredientes de origem animal ou tenham sido testados em animais e todas as iniciativas que contribuam para a exploração animal, como os circos, touradas, entre outros.



Mas afinal, qual o motivo que leva alguém a adotar o veganismo como estilo de vida?



Existem dois grandes motivos que levam cada vez mais pessoas a adotar um estilo de vida vegan. O primeiro grande motivo é a preocupação para com todos os seres vivos e com a sustentabilidade ambiental. O segundo grande motivo, sobre o qual escrevo hoje neste artigo, é a preocupação com a saúde.



Uma das primeiras questões que me colocam acerca da minha alimentação é de que forma consigo obter todos os nutrientes que o nosso corpo precisa. A mãe natureza deu uma ajudinha nesta questão, pois os alimentos de origem vegetal têm todos os nutrientes necessários a uma vida saudável. Resumidamente, apresento uma lista das principais fontes vegetais de vários nutrientes:



Proteínas: Quinoa, leguminosas (feijão, lentilha, ervilha, grão de bico), oleaginosas (sementes, castanhas, amêndoas, nozes, tahin), cereais integrais e derivados (arroz, trigo, centeio, cevada), frutas (abacate, côco), legumes (beterraba, brócolos), algas, cogumelos.



Aminoácidos essenciais: A quinoa possui todos os aminoácidos essenciais.



As proteínas são formadas por aminoácidos e todos os aminoácidos essenciais à nutrição humana podem ser encontrados nos alimentos de origem vegetal. A chave para conseguir todos os aminoácidos essenciais é variar ao máximo a alimentação, optando a cada dia por duas ou mais fontes e alternando-as.



Cálcio/Ferro: Quinoa, leguminosas, oleaginosas, vegetais verde-escuros (brócolos, quiabo, agrião, couves), fruta fresca, fruta seca (uva passa, figo, damasco), cogumelos.



Ómega-3 e Ómega-6: Quinoa, oleaginosas (sementes de chia, sementes de linhaça, óleo de linhaça prensado a frio).



Zinco: Leguminosas, oleaginosas, vegetais, frutas, cogumelos.



Vitamina B12: Este é o único nutriente que não conseguimos retirar dos alimentos vegetais. No entanto, basta consumir alimentos enriquecidos (leite vegetal suplementado, levedura de cerveja) ou suplementos vitamínicos para suprir as necessidades do nosso organismo.



O truque é colorir ao máximo o prato e fazer uma alimentação muito variada. Desta forma, garantimos que estamos a obter tudo o que precisamos para nos mantermos sãos, sem carências de qualquer tipo. De facto, um vegan que faça uma alimentação variada e equilibrada, goza de muito mais saúde e muito menos problemas, quando comparado com um omnívoro.

Comentários