Vacina da gripe H1N1 provoca sono compulsivo, alerta agência sueca de medicamentos

A vacina em causa também foi vendida e administrada em Portugal
26 de março de 2013 - 16h21



Agência Sueca de Medicamentos informou que uma das vacina contra a gripe H1N1 do laboratório farmacêutico britânico GlaxoSmithKline (GSK) provocou crises de narcolepsia em crianças e em pessoas com menos de 30 anos.



A agência divulgou os resultados de um estudo realizado para "confirmar a relação entre a vacinação com Pandemrix e a narcolepsia em indivíduos menores de 20 anos e avaliar possíveis ligações nos adultos com mais de 20 anos", cita a agência France Presse.



O estudo conclui que o risco de sofrer narcolepsia triplicou entre os menores de 20 anos vacinados e duplicou entre os adultos de 21 a 30 anos.



A narcolepsia ou síndrome de Gelineau é uma doença neurológica pouco habitual que produz episódios de sono imprevistos e cansaço extremo.



Segundo um estudo britânico recente, entre 25 e 50 pessoas a cada 100.000 sofrem do problema.



O Pandemrix, produzido pelo laboratório farmacêutico britânico GSK, foi inoculado em 60% da população sueca durante as campanhas de vacinação contra a gripe H1N1 em 2009 e 2010.



A vacina também foi vendida e administrada em Portugal, onde o Infarmed registou quatro casos em jovens.



Na Suécia o número de casos de narcolepsia provocada pela toma da vacina chegou a atingir as duas centenas e ao todo, na Europa, há mais de 800 epsisódios em análise, escreveu recentemente o British Medical Journal.



SAPO Saúde com AFP
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários