Unidade de Cuidados Integrados em Penamacor após investimento de 2,5 ME

O espaço é inaugurado pelo secretário de Estado Adjunto do ministro da Saúde, Fernando Leal da Costa
17 de dezembro de 2013 - 12h57



A Unidade de Cuidados Continuados Integrados (UCCI) do Lar D. Bárbara Tavares da Silva, em Penamacor, que é hoje inaugurada, implicou um investimento de 2,5 milhões de euros e terá capacidade para 30 utentes.



Em declarações à agência Lusa, Nuno Lucas, diretor do Lar D. Bárbara - entidade promotora do projeto - explicou que a UCCI já está a funcionar desde o dia 01 de dezembro com quatro utentes, número que, "de forma faseada", será alargado até aos 30 utentes de longa duração.



"Felizmente, já temos acordo de cooperação com o Ministério da Saúde e com a Segurança Social. Este prevê financiamento para 25 utentes. Todavia, como temos capacidade para 30 utentes, certamente que todas as vagas serão ocupadas", referiu.



O espaço é inaugurado pelo secretário de Estado Adjunto do ministro da Saúde, Fernando Leal da Costa.



Nuno Lucas ressalvou também que o projeto foi concretizado "graças a uma ação tripartida" de financiamento.



O Ministério da Saúde garantiu um financiamento de 700 mil euros, a Câmara de Penamacor apoiou com 300 mil euros e o Lar D. Bárbara suportou a verba restante, cerca de 1,5 milhões de euros.



"Tivemos de contrair um empréstimo no valor de um milhão de euros, mas avançámos porque consideramos que esta unidade será fundamental e vem colmatar uma necessidade que se verificava na região e que se prende com os cuidados de saúde prestados fora dos hospitais", apontou.



Este responsável recorda também que, ainda que esteja integrada na rede nacional de cuidados continuados, a UCCI de Penamacor ficará inserida num concelho "extremamente envelhecido", pelo que "será muito importante em termos de acompanhamento e prestação de apoios especializados".



Os cuidados continuados de longa duração destinam-se a pessoas com doenças ou processos crónicos, com diferentes níveis de dependência, que necessitam de cuidados clínicos de manutenção e de apoio psicossocial, em regime de internamento de longa duração.



A valência de Penamacor terá ainda as componentes de fisioterapia e terapia da fala, que deverá abranger não só os utentes em regime de internamento como outras pessoas que possam necessitar desses serviços.



O edifício, que foi construído de raiz, inclui um espaço que, "futuramente", deverá acolher uma clínica de saúde.



De acordo com Nuno Lucas, e tendo em conta que alguns serviços vão funcionar em complementaridade com o lar, a UCCI permitirá a criação de 15 novos postos de trabalho.



O Lar D. Bárbara Tavares da Silva é uma instituição de solidariedade social que tem várias valências de apoio aos idosos e que emprega atualmente 110 pessoas, sendo uma das principais entidades empregadoras do concelho de Penamacor.



Lusa
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários