Tribunal americano exige preservativo entre atores porno

Os atores da indústria pornográfica dos Estados Unidos vão passar a ser obrigados a usar preservativos durante o trabalho, decretou na segunda-feira um tribunal federal de Los Angeles, que rejeitou a ação dos profissionais do setor que se escudavam na liberdade de expressão.
créditos: AFP

Três juízes de um tribunal de recurso norte-americano confirmaram a medida aprovada em referendo em novembro de 2012 no condado de Los Angeles e que obriga os produtores de filmes pornográficos a obter licença médica, pagar uma taxa adicional e seguir um protocolo que inclui o uso obrigatório de preservativos entre os atores.

Os produtores de filmes porno tentaram, em vão, demonstrar que já adotam medidas suficientes para evitar o contágio do vírus da Sida e de outras doenças, sem a necessidade do uso de preservativos.

Entre as alegações, a indústria porno afirma que a obrigação do uso de preservativos viola a liberdade de expressão, prevista na Primeira Emenda da Constituição.

A maior parte das produtoras de filmes pornográficos norte-americanos está instalada no Vale de San Fernando, ao norte de Los Angeles.

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários