Três médicas cubanas atenuam “falhas” na área de medicina familiar em Moura

As três médicas de família estão a trabalhar ao abrigo de um acordo entre Cuba e Portugal
16 de setembro de 2014 - 10h51



O Centro de Saúde de Moura foi reforçado com três médicas de família cubanas para atenuar as "falhas" na área de medicina familiar existentes no concelho, anunciou hoje o município, que apoia o alojamento das clínicas.



Segundo a Câmara de Moura, reportando-se a informações do Centro de Saúde, através do reforço com as três médicas "poderão doravante ser atenuadas as falhas, na área de medicina familiar, em todo o concelho".



As três médicas de família estão a trabalhar no concelho no quadro do Serviço Nacional de Saúde (SNS) e ao abrigo de um acordo de cooperação entre os estados português e cubano, explica a autarquia.



"Tal como tem sido sua prática há anos", a Câmara de Moura refere que "dá apoio à instalação e ao alojamento" das novas médicas de família, "contribuindo também deste modo para uma melhor qualidade do SNS no concelho".



A autarquia frisa que, "confrontada com a carência de médicos de família no concelho verificada nos últimos tempos, tem acompanhado a situação e manteve permanentes contactos com as autoridades de saúde locais e regionais no sentido de uma rápida resolução do problema".



Por Lusa
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários