Três cafés por dia reduzem risco de sofrer zumbidos, diz estudo

Um estudo recente desenvolvido pelo Hospital Brigham and Women's assinala a possibilidade de a ingestão de café reduzir o risco de sofrer de zumbidos.

Este estudo realizou-se a mais de 65.000 mulheres norte-americanas entre os 30 e 44 anos de idade que não sofriam de zumbidos em 1991 e foram seguidas por especialistas durante 18 anos. Nesse período, foram reportados quase 5300 casos de zumbidos.

As mulheres que consumiam cerca de uma chávena e meia de café por dia de cafeína tinham mais 15% de probabilidades de sofrer de zumbidos, do que as que consumiam de cerca de três chávenas de café por dia, concluíram os especialistas.

A cafeína estimula o sistema nervoso central, e investigações anteriores demonstraram que a cafeína tem um efeito direto sobre o ouvido interno.

“A “terapia do zumbido” mais usada é a Terapia de Habituação ao Som e tem como objetivo diminuir a perceção do acufeno pelo paciente e o seu impacto negativo. Isto porque, geralmente, as pessoas que têm zumbidos tendem a aumentar a perceção do mesmo à medida que lhe dão mais atenção. Por norma as pessoas não se conseguem descentrar de uma forma natural do zumbido, o que se traduz num círculo vicioso que acaba por ser muito prejudicial, se não for resolvido”, afirma Alexandra Marinho, audiologista e especialista em zumbidos.

As pessoas que padecem deste problema devem dirigir-se a um médico especialista em otorrinolaringologia, que realizará uma avaliação médica dos sintomas e determinará os possíveis tratamentos a realizar. Se os zumbidos durarem mais de seis meses, são considerados acufenos crónicos e aqui é necessário atuar em conformidade, em prol do seu bem-estar.

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários