Tomar café reduz risco de acidente de viação

Probabilidade de sofrer segundo acidente aumenta 81% nos cinco anos seguintes
20 de março de 2013 - 15h39



Embora não substitua uma noite de sono, a cafeína pode reduzir em mais de 60% o risco de um acidente em viagens de longa distância. Motoristas ou condutores de veículos comerciais que consomem cafeína antes de conduzir correm menor risco de se envolver em acidentes de trânsito do que aqueles que não ingerem a substância, conclui um estudo australiano publicado na terça-feira pelo British Medical Journal.



Os investigadores afirmam que, embora outros trabalhos já tenham reconhecido que a cafeína é eficaz em melhorar a atenção das pessoas, ainda não tinha sido provado que a substância tinha um real impacto na redução de acidentes rodoviários.



A investigação, desenvolvida no Instituto George para Saúde Global, na Austrália, avaliou 530 motoristas de veículos comerciais de carga pesada que costumavam conduzir longas distâncias e que se tinham envolvido em algum acidente de trânsito no ano anterior. Esses motoristas foram comparados com um grupo de controlo formado por outros 517 motoristas não acidentados.



De todos os indivíduos que participaram no estudo, 43% afirmaram consumir produtos que contêm cafeína, como café, energético ou cápsulas da substância, com o objetivo de se manterem despertos ao longo da viagem. Segundo os resultados do estudo, os motoristas que consumiam cafeína eram 63% menos propensos a envolverem-se num acidente do que motoristas que não ingeriam a substância.



Os autores também concluíram que os motoristas que já se tinham envolvido em pelo menos um acidente de trânsito nos últimos cinco anos tinham uma probabilidade 81% maior de sofrer outra colisão.



SAPO Saúde
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários