Resistência a antibióticos é ameaça comparável ao terrorismo, alerta governo britânico

Problema representa "uma bomba-relógio", disse a chefe do serviço médico do Reino Unido
12 de março de 2013 - 11h10



A resistência aos antibióticos constitui uma ameaça global "catastrófica" comparável ao terrorismo ou ao aquecimento global, constatou na segunda-feira a principal assessora do governo britânico para a Saúde.



A chefe do serviço médico civil do Reino Unido, Sally Davies, destacou que a resistência aos antibióticos representa "uma bomba-relógio".



Sally Davies ressaltou que as comuns operações benignas hoje realizadas podem tornar-se mortais em 20 anos se os pacientes não conseguirem combater a infeção devido à falta de resistência aos antibióticos.



A professora de medicina considerou que este perigo deve ser incluído na lista governamental das principais ameaças ao país, como o terrorismo e o aquecimento global.



O governo britânico deverá apresentar o problema durante a reunião de ministros das Relações Exteriores do G8, no próximo mês, no Reino Unido, para debater novas soluções.



SAPO Saúde com AFP
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários