Psiquiatra português distinguido nos Estados Unidos por trabalho na área da toxicodependência

Luís Patrício foi co-fundador e diretor do primeiro Centro de Atendimento a Toxicodependentes
11 de novembro de 2013 - 21h12



O psiquiatra português Luís Duarte Patrício vai ser distinguido pela Associação Americana para o Tratamento de Dependência de Opiáceos, que está reunida numa conferência internacional em Filadélfia, nos Estados Unidos, até quarta-feira.



De acordo com o programa divulgado pela associação na Internet, Luís Patrício receberá na terça-feira, juntamente com outros investigadores, o Nyswander/Dole Award, um prémio de reconhecimento pelo "extraordinário serviço no tratamento dos opiáceos" e pelo "contributo para melhorar a vida dos pacientes".



Luís Patrício foi co-fundador e diretor do primeiro Centro de Atendimento a Toxicodependentes (CAT), conhecido como Centro das Taipas, em Lisboa.



Integrou ainda a equipa que introduziu as substâncias buprenorfina e a naloxona nos tratamentos para toxicodependentes.



Atualmente dirige a Unidade de Aditologia e Patologia Dual da Casa de Saúde de Carnaxide.



Em declarações à agência Lusa, Luís Patrício partilhou este reconhecimento internacional "com os profissionais que trabalham diariamente e diretamente com os seus doentes, arduamente e com seriedade, para os ajudar a recuperar a autonomia".



O prémio é atribuído entre pares desde 1983, adotando o nome dos dois primeiros galardoados, Vicente Dole e Marie Nyswander.



SAPO Saúde com Lusa
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários