Prémio Pulido Valente é hoje entregue a equipa da Universidade do Minho

Investigação premiada é um avanço na área das doenças infecciosas

O Prémio Pulido Valente Ciência 2010 é hoje entregue à uma equipa da Universidade do Minho que demonstrou os efeitos negativos da revacinação com BCG em infetados com o agente da tuberculose.

A equipa, que pertence ao Instituto de Investigação em Ciências da Vida e da Saúde da Universidade do Minho (UM), “demonstrou que a revacinação com BCG tem um efeito negativo em indivíduos infetados com o agente da tuberculose”, segundo informou a UM em comunicado.

O comunicado explica que “a vacinação com BCG confere proteção por um período de tempo limitado e não é 100 por cento eficaz na proteção contra a tuberculose e, por isso, novas estratégias de vacinação têm vindo a ser consideradas pela comunidade científica”.

Esta investigação procura “avançar o conhecimento sobre o fenómeno de Koch, que é central e histórico nas doenças infeciosas”.

A equipa distinguida “demonstrou que a revacinação com BCG tem um efeito negativo em indivíduos infetados com o agente da tuberculose”.

A investigação da qual resultou o artigo que levou a Fundação Francisco Pulido Valente, em cooperação com a Fundação para a Ciência e a Tecnologia, a premiar esta equipa da UM foi publicado no “Journal of Experimental Medicine”.

O Prémio Pulido Valente Ciência 2010 visa estimular a investigação de académicos com menos de 35 anos.

11 de março de 2011

Fonte: LUSA/SAPO

Comentários