Novos casos de HIV aumentaram 8% na Europa e Ásia Central em 2012

Mais 131.000 novos casos em 2012
28 de novembro de 2013 - 11h17



Os novos casos de infeção por HIV, o vírus que causa a SIDA, aumentaram 8% em 2012 na Europa e na Ásia Central, informou na quarta-feira o Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças (ECDC), com sede em Estocolmo.



Trata-se de um aumento de 131.000 novos casos, segundo um relatório conjunto do ECDC e da Organização Mundial da Saúde (OMS). De acordo com o documento, os novos casos aumentaram 9% no leste europeu e na Ásia Central. Foram 102 mil novas infeções, incluindo 76 mil na Rússia.



No Espaço Económico Europeu - que inclui todos os países da União Europeia, aos quais se somam a Islândia, Liechtenstein e a Noruega -, as novas infeções cresceram menos de 1% (29.000 casos).



Os dois institutos lamentaram a ocorrência de diagnósticos tardios, medidas preventivas insuficientes e a falta de coquetéis anti-retrovirais.



"Sabemos que os tratamentos anti-retrovirais permitem às pessoas infetadas viver mais e melhor com o HIV" afirmou a diretora da OMS na Europa, Zsuzsanna Jakab.



Entre 2006 e 2012, os novos casos de SIDA diminuíram 48% na Europa ocidental e aumentaram 113% na Europa Oriental e na Ásia Central.



O relatório indicou que um terço das pessoas infetadas dispunha de medicamentos anti-retrovirais em 2012, uma situação melhor que a de 2011.



SAPO Saúde
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários