Municípios de Aveiro acusam Governo de inércia perante má gestão hospitalar

Universidade de Aveiro deverá fazer estudo técnico-científico sobre o futuro do CHBV
30 de junho de 2014 - 12h10



O Conselho Intermunicipal da Região de Aveiro acusa o Governo de "inércia perante a falta de qualidade da gestão do Centro Hospitalar do Baixo Vouga" (CHBV), numa nota de imprensa hoje divulgada.



"Mantendo-se a falta de qualidade da gestão e do funcionamento do CHBV a vários níveis, mantendo-se a inércia do ministro da Saúde e do Governo em dar respostas que resolvam os referidos problemas de que são vítimas os cidadãos que residem, trabalham e desfrutam tempos de lazer na região de Aveiro, este é o tempo de fazer outro tipo de trabalho, mantendo, no entanto, o nosso protesto público vivo e o alerta intenso aos responsáveis do Ministério da Saúde, exigindo a implementação de qualidade total e de qualificação do CHBV", refere o texto.



A nota de imprensa reporta-se à última reunião do Conselho Intermunicipal da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro, realizada no dia 23, em que aquele órgão deliberou, por unanimidade, encomendar à Universidade de Aveiro um estudo técnico-científico sobre o futuro do CHBV.



O estudo, que deverá ficar pronto até ao final do ano, irá incidir sobre a gestão e as funções do centro hospitalar.



Na mesma reunião, o Conselho Intermunicipal aprovou a versão final do Plano Intermunicipal de Mobilidade e Transportes da Região de Aveiro, que será apresentado numa sessão pública a realizar no dia 16.



Foi ainda deliberado, no âmbito da "Estratégia de Desenvolvimento Territorial/Quadro Comum de Investimentos da Região de Aveiro 2014/2020", realizar um conjunto de iniciativas no período de setembro 2014 a março de 2015, para recolher contributos para a elaboração de uma Iniciativa Territorial Integrada e de um projeto de Desenvolvimento Local de Base Comunitária, nas áreas da pesca, agricultura e floresta.



Por Lusa
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários