México volta a sacrificar milhares de aves por causa da gripe H7N3

Doença atingiu 18 aviários de Guanajuato
26 de fevereiro de 2013 - 10h09



A propagação do vírus da gripe das aves - H7N3 – em aviários no México já está controlado depois das autoridades sanitários terem sacrificado 519.000 aves produtoras de ovos e 900.000 frangos, comunicou o governo.



As secretarias de Economia e de Agricultura informaram que foram eliminadas 519.000 aves de um universo de 140 milhões de exemplares produtores de ovos, assim como 900.000 frangos, de um total de 300 milhões.



A doença atingiu 18 aviários do estado Guanajuato, no centro do país. Em meados de fevereiro, as autoridades sanitárias já tinham comunicado terem abatido meio milhão de aves na mesma zona do país.



No ano passado, o México viu-se obrigado a sacrificar 22 milhões de aves por causa da doença.



SAPO Saúde com AFP
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários