Médicos do Mundo pedem ajuda para evitar fim de apoio a 13.500 pessoas em Portugal

Organização lança campanha de emergência “Ligue-nos MAIS”
13 de fevereiro de 2013 - 12h36
A Associação Médicos do Mundo (MdM) revelou esta quarta-feira que a “frágil condição financeira” da instituição pode acabar com o apoio às 13.500 pessoas que em Portugal recebem cuidados de saúde gratuitos.
Em comunicado, os Médicos do Mundo anunciaram o lançamento de uma campanha para fazer face à “frágil condição financeira” que a associação atravessa.
A situação resulta do aumento diário do número de apoios, a par da “diminuição dos apoios financeiros (particulares, oficiais e empresariais)”.
A “falta de financiamento e de donativos poderá impedir a continuação” de alguns dos projetos da MdM, associação que apoia idosos, crianças e pessoas sem-abrigo, entre outras.
“Para continuar a apoiar o acesso gratuito a cuidados de saúde a cerca de 13.500 pessoas em Portugal” e para evitar “suspender projetos” ou até mesmo “fechar portas”, a associação MdM lançou a campanha de emergência “Ligue-nos MAIS”.
A campanha vai estar disponível em diferentes formatos (televisão, rádio, Imprensa e Internet) e apela para a necessidade de dar mais atenção às pessoas sem-abrigo, aos idosos e a todos aqueles que se encontram em risco.
SAPO Saúde com Lusa
artigo do parceiro: Nuno de Noronha

Comentários