Liga Contra o Cancro considera fundamental ser ouvida na tomada de decisões

O secretário-geral da Liga Portuguesa Contra o Cancro concorda que as associações representativas dos doentes devem ser envolvidas na tomada de decisões sobre o acesso a medicamentos inovadores, como adianta um estudo nacional.
créditos: JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Vítor Veloso, secretário-geral da Liga Portuguesa Contra o Cancro, considera que a medida “é fundamental” e “acontece em todos os países civilizados da Europa”, avança a Antena 1, citada pela RTP.

Em causa está a recomendação de um estudo da Escola Nacional de Saúde Pública de que as associações de doentes com cancro sejam envolvidas na tomada de decisões sobre o acesso a medicamentos inovadores.

“Pensar a Saúde – Acesso do Cidadão à Inovação Terapêutica – Oncologia” é o nome do documento a ser apresentado e discutido esta quarta-feira no Centro Cultural de Belém, em Lisboa.

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários