Hospital da Figueira da Foz contrata nove enfermeiros “por tempo indeterminado”

Deputada do PCP alertou há três semanas para a falta de meios humanos neste hospital
16 de julho de 2014 - 14h01



O Hospital Distrital da Figueira da Foz (HDFF) anunciou hoje a contratação de nove enfermeiros "com contratos por tempo indeterminado", na sequência de uma autorização recebida do Ministério da Saúde.



Em comunicado, o HDFF sustenta que o reforço do quadro de pessoal de enfermagem "vem permitir assegurar as necessidades permanentes que se tem vindo a sentir nos serviços, com a falta de pessoal que por motivos de aposentações e caducidade de contratos tem saído do hospital nos últimos anos".



Acrescenta que os contratos por tempo indeterminado permitem dar "estabilidade às relações laborais".



O anúncio da contratação de nove enfermeiros no HDFF surge cerca de três semanas depois de a deputada do PCP, Rita Rato, ter alertado o Governo para a carência de meios humanos na "esmagadora maioria" das unidades hospitalares do país, instando a tutela a abrir concursos para suprir as necessidades.



"Voltámos a confirmar que a situação do hospital distrital da Figueira da Foz [HDFF], à semelhança do que se passa na esmagadora maioria das unidades hospitalares do país, se prende com a carência de meios humanos, designadamente em virtude de aposentações", disse, na altura, Rita Rato, à agência Lusa, no final de uma reunião com a administração do HDFF.



Na mesma ocasião, a deputada comunista frisou que em menos de dois anos o hospital da Figueira da Foz "perdeu cerca de 80 profissionais" e apelou ao Governo para que promova concursos públicos para preenchimento dos lugares "e não através de empresas de trabalho temporário".



Por Lusa
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários