Hospitais de Coimbra procuram novas oportunidades de cooperação no Reino Unido

Esforço de internacionalização envolveu parcerias com o King's College e o British Medical Journal
28 de março de 2013 - 09h28
Depois da Alemanha, o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) iniciou contactos esta semana em Londres para estabelecer parcerias com seguradoras e farmacêuticas britânicas, revelou hoje o seu presidente, José Martins Nunes.
Durante uma visita de três dias, que termina hoje, foram realizadas reuniões com a indústria farmacêutica, no âmbito da área dos ensaios clínicos e da investigação médica feita em Coimbra, com instituições hospitalares e académicas e com companhias seguradoras.
Um resultado imediato foi a promessa do envio de missões pelo King's College London, universidade que tem uma escola de medicina associada a um hospital, e pelo British Medical Journal, publicação científica especializada.
"Levamos um conjunto de projetos consubstanciados em conversas e compromissos de aprofundarmos relações", resumiu José Martins Nunes à agência Lusa.
No final do ano passado, o CHUC assinou um protocolo com a Techniker Krankenkasse (TK), caixa de saúde pública alemã, para dar assistência aos respetivos beneficiários em Portugal.
Martins Nunes revelou ter já começado a receber os primeiros pedidos de tratamento de doentes e que nos próximos meses espera que a parceria inicie uma "velocidade de cruzeiro".
Quanto às parcerias com entidades britânicas, quer não só, através de acordos com seguradoras, chegar aos muitos turistas ingleses que visitam Portugal, como prosseguir a estratégia de "internacionalização e credibilização da medicina portuguesa".
José Martins Nunes destaca nos serviços do CHUC o transplante de dador vivo (rim e fígado), cirurgia cardíaca, cardiologia de intervenção, cirurgia de mudança de sexo, oftalmologia e ortopedia
A deslocação a Londres foi aproveitada para lançar o portal "Coimbra Health", que reúne informação sobre os serviços de assistência do CHUC, as áreas de investigação e ensaios clínicos e sobre empresas de tecnologia e setor privado na área da saúde.
Integrado na delegação, o presidente do conselho diretivo da Administração Central do Sistema de Saúde, João Carvalho das Neves, elogiou o CHUC por ter dado o "primeiro passo" na estratégia do Governo de tornar Portugal competitivo na investigação e desenvolvimento, no fabrico e na comercialização de produtos e serviços de saúde.
"Teve a vantagem de ter feito fusão entre hospitais e ganho dimensão, capacidade e efeito sinergético de utilização de recursos bastante positivo. Outros hospitais não estão nessa situação", vincou.
Uma avaliação do desempenho dos hospitais públicos portugueses, divulgada pela Escola Nacional de Saúde Publica, colocou o Centro Hospitalar Universitário de Coimbra em segundo lugar no ranking nacional dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde, atrás do Hospital São João, do Porto, que ficou no primeiro lugar.
O CHUC é um dos associados do Health Cluster Portugal, tem como objetivo o lançamento de cinco novos fármacos 'made in Portugal', 50 dispositivos, serviços e métodos de diagnóstico e atingir 4 mil milhões de euros de volume de negócios até 2020, 70 por cento dos quais representarão exportações para o mercado externo.
Lusa
artigo do parceiro: Nuno de Noronha

Comentários