Governo designa equipa do novo Hospital de Lisboa Oriental previsto para 2017

Com o novo concurso para a construção do centro, as infraestruturas estarão prontas em 2017
28 de janeiro de 2014 - 10h32



A equipa que vai preparar o estudo e o lançamento do projeto do Hospital de Lisboa Oriental foi designada por despacho do Ministério das Finanças, publicado na segunda-feira em Diário da República.



Segundo o despacho, a equipa é liderada por Vítor Batista de Almeida, ex-presidente do conselho diretivo da Administração-Geral Tributária e ex-inspetor-geral das Finanças.



A equipa, que tem três membros efetivos designados pelo Ministério da Saúde, deverá avaliar "diferentes alternativas existentes" ao modelo de financiamento proposto de parceria público-privado, bem como os custos para o Estado.



Neste contexto, o grupo deverá aferir a disponibilidade de fundos comunitários, o interesse do Banco Europeu de Investimento e da banca comercial no financiamento do hospital.



Competirá também à equipa atualizar, nomeadamente em termos técnicos, financeiros e jurídicos, "as características e os pressupostos-chave do projeto".



O futuro Hospital de Lisboa Oriental foi planeado para receber serviços dos hospitais de São José, Santa Marta, Curry Cabral, Estefânia, Capuchos, Desterro e da Maternidade Alfredo da Costa, integrados no Centro Hospitalar de Lisboa Central.



Os membros efetivos da equipa designados pelo Ministério da Saúde são João Carvalho das Neves, presidente da Administração Central do Sistema de Saúde, Luís Cunha Ribeiro, presidente da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, e Teresa Sustelo, presidente do Centro Hospitalar de Lisboa Central.



O Governo, que anunciou em outubro avançar com um novo concurso público para a construção do complexo hospitalar, fez na altura saber que o hospital deve estar concluído em 2017.



SAPO Saúde com Lusa
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários