Descoberto jovem português com ADN de cinco continentes

Depois do sucesso mundial da primeira campanha "The DNA Journey", no ano passado, o site de viagens Momondo anunciou os 18 vencedores deste ano, entre os quais está um português.

Carlos Sousa, 19 anos, Vila Nova de Gaia. Estuda Natureza e Património na Universidade dos Açores e é o grande vencedor, entre as 4.478 participações nacionais e as 67.000 mundiais, do concurso "The DNA Journey".

As expectativas de Carlos Sousa para o concurso eram baixas, porque julgava que a sua origem era exclusivamente portuguesa.

Os resultados genéticos revelaram que este jovem é um cidadão do mundo, com uma ancestralidade que remonta a cinco continentes – 92% da Europa, 6% de África, 1% da Ásia, 1% da Oceânia e ainda com genes de duas comunidades da América: Brasil e Cuba.

"Sinto-me roubado por ter vivido 19 anos na ignorância. Apercebi-me que cada vez mais as etnias estão todas misturadas e que no futuro é muito possível vir a existir apenas uma", comentou.

"Quando fui estudar para os Açores, toda a gente me achou louco, agora que vou dar a volta ao mundo em menos de 80 dias acham-me simplesmente doido", acrescentou, referindo-se ao prémio atribuído pela Momondo por ser um dos vencedores do concurso.

Fábio Pereira, responsável da Momondo para o mercado nacional, refere que "este projeto confirma que as nossas origens são um mistério para muitos nós. Hoje sabemos o quão diversificadas são as nossas origens e isso contribui para sermos mais tolerantes com os outros"

A primeira edição do concurso "The DNA Journey" levou João Narciso, um jovem português de 20 anos, a seis países e Manuel Martínez, um mexicano que venceu o concurso global, a 12, um dos quais Portugal.

Veja ainda: Estas são as 10 partes do corpo sem as quais poderia viver

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários