Estados Unidos autorizam novo medicamento contra leucemia

O medicamento ainda aguarda aprovação na Europa e noutros mercados
4 de novembro de 2013 - 10h28
A gigante farmacêutica suíça Roche anunciou na sexta-feira que as autoridades de saúde norte-americanas aprovaram o medicamento Gazyva, um tratamento para um tipo de leucemia.
A Food and Drug Administration (FDA, agência que regula alimentos e medicamentos nos Estados Unidos) deu o aval para a comercialização deste medicamento em associação com uma quimioterapia à base de Clorambucil para os doentes que sofrem de leucemia linfóide crónica que ainda não receberam tratamento, informou o grupo suiço num comunicado.
O medicamento, também chamado de obinutuzumab ou GA101, recebeu o status de "avanço terapêutico" e teve um procedimento de homologação acelerado.
"Gazyva é um novo medicamento importante para pessoas afetadas por leucemia linfóide crónica de diagnóstico recente", afirmou Hal Barron, médico-chefe encarregado do desenvolvimento do produto.
"Com base nos dados clínicos, o período sem agravamento da doença duplicou em comparação com o Clorambucil administrado em monoterapia", acrescentou.

A FDA admitiu que, só este ano, mais de 15 mil norte-americanos serão diagnosticados com a doença e quase 5 mil pessoas morrerão na sequência da doença.
O medicamento ainda aguarda aprovação na Europa.

SAPO Saúde com agências
artigo do parceiro: Nuno de Noronha

Comentários