Estados Unidos aprovam comercialização do primeiro olho biónico do mundo

Dispositivo desenvolvido por empresa californiana
15 de fevereiro de 2014 - 10h37



A Agência de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos aprovou esta quinta-feira a comercialização do primeiro olho biónico, denominado Argus 2, já avalizado pelas autoridades europeias e usado em 60 deficientes visuais em todo o mundo.



Este dispositivo, desenvolvido pela empresa californiana Second Sight Medical Products, é composto por elétrodos implantados na retina e lentes equipadas com uma câmara minúscula.



O olho biónico permite a pessoas que sofrem de retinose pigmentar, uma rara doença genética que provoca a degeneração dos fotoreceptores da retina, recuperar parcialmente a visão, graças a uma prótese de retina que estimula o nervo ótico através de sinais de vídeo e de carga elétrica.



"Este dispositivo pode ajudar adultos com retinose que perderam a capacidade de distinguir formas e movimentos a ter mais mobilidade e assegurar a realização de atividades quotidianas", disse Jeffrey Shuren, da Agência de Alimentos e Medicamentos (FDA), cita a agência France Presse.



O sistema pode ser implantado em indivíduos a partir dos 25 anos.



A FDA realizou testes clínico em vários pacientes e concluiu que o aparelho fornece uma acuidade visual que lhes permite distinguir formas a preto e branco e visualizar algumas sombras.



O Argus 2 está disponível em vários países europeus por 73.000 euros.



SAPO com AFP
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários