Especialistas debatem regras de rotulagem nutricional, em vigor no próximo mês

A partir de dezembro, todos os rótulos dos alimentos têm de ter a informação nutricional e a lista de ingredientes completas, uma medida que, a prazo, deverá ter impacto positivo na saúde dos consumidores, segundo a bastonária dos nutricionistas.
créditos: AFP

Estas novas regras de rotulagem nutricional, que entram em vigor em dezembro, emanam de uma orientação europeia e serão tema de debate no seminário “Qualidade e Segurança Alimentar/Implicações da Legislação Alimentar”, promovido pela Ordem dos Nutricionistas e que decorre na sexta-feira.

Na opinião de Alexandra Bento, bastonária da Ordem dos Nutricionistas, esta nova legislação poderá trazer benefícios para o consumidor, porque passa a ser obrigatória a rotulagem nutricional.

“Esperamos um impacto positivo na saúde dos consumidores, com informação mais clara, precisa e objetiva. Acreditamos que os consumidores possam fazer escolhas mais acertadas e, eventualmente, a longo prazo e mais esclarecidos, possam fazer a substituição de alimentos menos saudáveis para mais saudáveis”, disse à Lusa.

A responsável sublinhou, a propósito, que “a maior parte das doenças de que padecemos resulta da alimentação”.

Sódio é sal, mas poucos sabem

Um dos exemplos referidos por Alexandra Bento é a descrição da quantidade de sal presente nos alimentos, que atualmente aparecem sob a forma de sódio,

“Sódio é sal, mas nem toda a gente sabe disso. Não devemos exceder 5 gramas de sal por dia. Ao passar a estar descrito sal, o consumidor pode ter um olhar mais atento e perceber se é muito ou pouco”, explicou.

Comentários