Dieta rica em ácido fólico poderá prevenir ou travar a doença de Parkinson

Experiências com moscas-do-vinagre restaurou funções cerebrais afetadas pela doença
20 de janeiro de 2014 - 14h22



Uma equipa de cientistas portugueses, italianos e britânicos descobriu que um simples tratamento vitamínico pode contrariar as falhas do mecanismo celular que dão origem a problemas motores e à degeneração neuronal característicos da doença de Parkinson.



O estudo, desencadeado em moscas-do-vinagre mutantes com sintomas semelhantes aos do Parkinson, bem como em culturas de neurónios humanos afetados, mostrou que esse suplemento vitamínico consegue restaurar o normal funcionamento desse mecanismo celular e, ao que tudo indica, cancelar as manifestações da doença.



Os resultados da investigação foram publicados online, no domingo, na revista Nature Cell Biology, escreve a edição de hoje do jornal Público.



A doença de Parkinson é a mais frequente doença neurodegenerativa do envelhecimento humano a seguir ao Alzheimer.



O inédito mecanismo descoberto pela equipa de Miguel Martins, da Unidade de Toxicologia do Conselho de Investigação Médica britânico em Leicester (Reino Unido), tem a ver com as mitocôndrias, pequenas estruturas que existem nas células e que transformam o oxigénio que respiramos na energia química das células. Quando as mitocôndrias não funcionam, não conseguem produzir suficiente energia.



Miguel Martins e colegas estudaram esses defeitos de comunicação entre as mitocôndrias e o núcleo em moscas-do-vinagre. Tal como os doentes com Parkinson, estes insetos apresentam sintomas motores – por exemplo, não conseguem voar – e perdem os seus neurónios produtores de dopamina.




Nas moscas, os músculos que controlam o movimento das asas e os neurónios dependem das mitocôndrias para produzir energia. Quando alimentadas com ácido fólico, as mitocôndrias recuperam completamente e os insectos voltam a conseguir voar.



Com a presença de ácido fólico, a equipa cultivou também neurónios humanos e obteve resultados que apontam para o mesmo efeito reparador. Segundo o estudo, as dietas ricas em ácido fólico ou a suplementos alimentares como os que tomam as grávidas, protegem as mitocôndrias e portanto prevenir ou travam, não só a doença de Parkinson, mas também outras doenças humanas do envelhecimento associadas a problemas mitocondriais.




No estado natural, a vitamina B9 encontra-se presente nas vísceras animais, como fígado, vegetais verdes, frutos secos efeijões. Outros alimentos com vitamina B9 são a gema de ovo, leite e produtos lácteos, beterraba, sumo de laranja e pão integral.



SAPO Saúde
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários