Cruz Vermelha promove campanha de recolha de alimentos no fim de semana

Iniciativa integra-se na Missão Sorriso que este ano abrange o combate à fome

A Cruz Vermelha Portuguesa (CVP) realiza no próximo fim de semana uma campanha de recolha de alimentos e bens essenciais em todo o país, que serão distribuídos a famílias carenciadas.

A campanha está integrada na Missão Sorriso, que “alargou este ano o seu âmbito de ação ao combate à fome, proporcionando à Cruz Vermelha Portuguesa a possibilidade de recolher alimentos nos dias 15 e 16 de dezembro”, disse hoje à agência Lusa Dulce Simões, responsável pela área de Voluntariado da CVP

Dulce Simões adiantou que a iniciativa irá decorrer em 182 hipermercados Continente de todo o país e envolve 100 das 172 delegações da CVP, que constituíram equipas e uma estrutura para proceder à recolha de alimentos.

Os portugueses podem contribuir com produtos como o arroz, massa, enlatados, leite, açúcar, sal, bolachas, leite em pó, papas lácteas para bebé, café solúvel, chá, barras energéticas, entre outros bens essenciais.

Os produtos e alimentos recolhidos serão distribuídos às famílias mais carenciadas sinalizadas pelas delegações da Cruz Vermelha Portuguesa, de acordo com as necessidades mais urgentes de cada região.

“Ao longo do ano vamos fazendo a atualização das necessidades das populações e neste momento as delegações sabem quem são as famílias carenciadas”, adiantou Dulce Simões.

A responsável adiantou que há um novo perfil de pessoas com necessidades: “São pessoas que têm algum membro da família com uma doença crónica, ou que um membro do casal ou os dois ficam no desemprego e que têm filhos a estudar ou idosos a cargo”.

Estas pessoas solicitam ajuda à CVP para pagar algumas contas, mas pedem sobretudo comida, disse a responsável, adiantando que têm vindo a aumentar os pedidos de ajuda à instituição.

Durante os dois dias, cerca de sete mil voluntários da Cruz Vermelha Portuguesa, do Continente e da TVI vão estar nas cerca de 180 lojas de todo o país e ilhas a auxiliar na recolha dos alimentos.

“Esta é uma iniciativa que irá certamente ajudar a suprimir as necessidades básicas de muitas famílias portuguesas que procuram apoio junto da Cruz Vermelha Portuguesa, numa altura em que o país enfrenta grandes desafios”, salientam as entidades em comunicado.

13 de dezembro de 2012

@Lusa


Comentários