Cientistas criam teste que identifica anticorpos contra o vírus da SIDA

Teste possibilita avaliação das estirpes do vírus que podem ser neutralizadas por anticorpo
10 de maio de 2013 - 14h31



Virólogos norte-americanos criaram um novo teste para identificar os anticorpos contra o vírus da imunodeficiência humana (VIH), responsável pela SIDA, no sangue de alguns infetados, o que pode acelerar a busca por uma vacina.



Aqueles anticorpos que neutralizam o VIH são capazes de impedir uma infeção pela maioria das estirpes do vírus, explicam os autores de um estudo divulgado na quinta-feira na revista Science.



Os cientistas do Instituto norte-americano das alergias e doenças infeciosas estudam há bastante tempo o caso de determinadas pessoas infetadas com o VIH, cujo sangue mostra fortes propriedades de neutralização do vírus.



Compreender como aqueles anticorpos se desenvolvem e atacam o vírus pode ajudar a conceber uma vacina contra o VIH, que continua a representar um enorme desafio para a medicina, segundo a agência France Presse.



As técnicas existentes até agora não permitiam detetar facilmente numa análise de sangue as características dos anticorpos do VIH ou as partes do vírus que atingiam, indicaram os investigadores.



O novo teste permite determinar precisamente os anticorpos do VIH que estão presentes numa determinada amostra de sangue e possibilitará uma avaliação das estirpes do vírus que podem ser neutralizadas por um determinado anticorpo e com que intensidade.



A técnica também pode ser utilizada no estudo sobre as respostas imunitárias humanas a outros patogénicos como os vírus da gripe e da hepatite C.



Lusa
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários