Câmara de Cascais desaconselha banhos em Carcavelos a pessoas mais sensíveis e crianças

A Polícia Marítima também desaconselhou a entrada no mar a pessoas “mais sensíveis”

11 de julho de 2013 - 14h00

A Câmara Municipal de Cascais desaconselha a entrada no mar em
Carcavelos "a pessoas com maior sensibilidade e a crianças” enquanto não
se conhecem as análises feitas a amostras de água recolhidas na
quarta-feira.

Num comunicado enviado hoje à agência Lusa, a
autarquia recordou ter sido levantada a interdição a banhos na praia de
Carcavelos ao final do dia de quarta-feira, horas depois de várias
queixas de comichão por banhistas.

“O uso da praia está, por
isso, a ser feito como sempre: em segurança. Contudo, e até ter os
resultados das análises realizadas ontem [quarta-feira], a Câmara
Municipal de Cascais e as autoridades competentes desaconselham a
entrada no mar a pessoas com maior sensibilidade e a crianças”, indicou o
município.

Segundo a autarquia, o resultado das análises costuma
ser conhecido em 48 horas, mas está a ser feito o esforço para que as
conclusões sejam divulgadas com a “máxima celeridade”.

A câmara
acrescentou que, além da análise mensal fixada pela Agência Portuguesa
do Ambiente, faz testes de qualidade semanais às águas de todas as
praias do concelho.

Já hoje a Polícia Marítima tinha
desaconselhado a entrada no mar a pessoas “mais sensíveis” até haver
resultados das análises à água.

A decisão de içar a bandeira
vermelha em Carcavelos foi tomada depois de terem sido contabilizadas
mais de duas dezenas de queixas de banhistas.

De acordo com uma
fonte da Polícia Marítima, a bandeira amarela foi içada ainda na
quarta-feira e irá manter-se durante o dia de hoje, até chegarem os
resultados preliminares às amostras de água recolhidas.

A Polícia Marítima contava que os resultados das análises à água fossem conhecidos ainda durante a manhã de hoje.

Lusa

Comentários