Australiano diz ter descoberto a fórmula do vinho mais saudável

Método ainda não foi testado no ser humano
22 de janeiro de 2013 – 19h04



Multiplicação de antioxidante que se concentra em pequenas quantidades no vinho - sem alterar a qualidade nem o sabor – é o segredo de um bioquímico australiano que diz ter a fórmula do vinho mais saudável.



"Selecionámos um antioxidante presente em pequenas quantidades no vinho e elevámos o seu nível de maneira a gerar um efeito positivo para a saúde", explica Greg Jardin, bioquímico de Brisbane, citado pela agência France Presse.



Segundo o australiano, a bebida poderá ser ingerida com moderação, atuando como anti-inflamatório e ajudando a combater doenças como artrite ou fadiga crónica.



O cientista refere que introduzir antioxidantes no vinho faz com que não seja possível bebê-lo devido à alta concentração de taninos – um composto do vinho –, mas a modificação deste componente de forma a torna-lo lipossolúvel e assimilável pelo corpo – mesmo em grandes quantidades - é o segundo passo deste segredo.



Lindsay Brown, farmacologista da Universidade de Queensland do Sul, experimentou o processo sugerido por Greg Jardin e concluiu que o método parece melhorar a saúde dos ratos de laboratório paralisados pela artrite.



"O vinho impede completamente a inflamação, o inchaço e a rigidez das patas", confirma a especialista.



A fórmula ainda não foi testada no ser humano.



Estudos anteriores já tinham revelado que beber vinho tinto com moderação reduz o risco de doenças cardiovasculares e é bom para as articulações.



Nuno de Noronha com AFP
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários