Associação Salvador entrega equipamentos desportivos a 19 pessoas com deficiência motora

A ação acontece esta quarta-feira, 21 de junho no âmbito do Banco de Ajudas Técnicas Desportivas 2017 (BATD), um projeto pioneiro que vai permitir a prática desportiva regular a pessoas com deficiência motora que estão limitadas pela falta de recursos financeiros para o exercício da mesma.
créditos: DR

A cerimónia acontece pelas 15h00 no Parque de Jogos 1º de Maio, em Alvalade (Lisboa). No total foram avaliadas 60 candidaturas, estando em causa 30.000 euros em apoios.

O incentivo e apoio à prática desportiva sempre fez parte da atuação da Associação Salvador como parte da Ação Qualidade de Vida - AQV, um processo de candidatura anual para atribuir apoios diretos e pontuais a pessoas com deficiência motora e comprovada falta de recursos financeiros.

Este ano a categoria ‘Desporto’ tornou-se independente e integrou o seu próprio projeto, o BATD, que conta com o apoio do Programa BPI Capacitar. "O desporto é essencial para as pessoas com deficiência motora, sendo uma fisioterapia complementar, mas os custos são incomportáveis. Por exemplo, enquanto uma bicicleta pode custar 100 euros, uma handbike custa cerca de 2385 euros, ou seja, quase 24 vezes mais", diz Salvador Mendes de Almeida, o fundador da Associação.

"Mais de 50% das pessoas com deficiência motora estão desempregadas, o que inviabiliza a compra de equipamentos desportivos", acrescenta.

A cerimónia arranca com a ação "Desporto sem barreiras", uma demonstração de basquetebol em cadeira de Rodas, que pretende sensibilizar para a necessidade da prática desportiva por parte de pessoas com deficiência motora, promovendo uma melhoria da sua qualidade de vida e permitindo-lhes fazer o que mais gostam, em prol da sua saúde e bem-estar.

artigo do parceiro: Nuno de Noronha

Comentários