Associação quer estatuto de doente crónico para quem tem hipertensão pulmonar

Associação defende maior proteção jurídica para os doentes
13 de março de 2014 - 10h34
A Associação de Hipertensão Pulmonar quer o estatuto de doente crónico para quem sofra da doença e recorda que a petição já foi aprovada em Assembleia da República mas o Governo ainda não elaborou a legislação, disse hoje uma responsável.
"Os doentes têm de estar protegidos", defendeu Teresa Carvalho, da Associação Portuguesa de Hipertensão Pulmonar (APHP), frisando que estes doentes, aos olhos da medicina, "são doentes crónicos", mas a lei "não inclui estes doentes", considerando-os "como incapacitados, como se fosse um acidente de trabalho".
A associação defende proteção jurídica, recordando que quem sofra desta doença, por não ser considerado doente crónico, "não está isento de taxas moderadoras", explicou.
Lusa
artigo do parceiro: Nuno de Noronha

Comentários