ASAE apreende mais de 12 mil embalagens de lasanha com vestigios de carne de cavalo

Identificadas e apreendidas 12.410 embalagens
21 de fevereiro de 2013 - 18h37



A Autoridade para a Segurança Alimentar e Económica (ASAE) aprendeu mais de 12.000 embalagens de lasanha, com vestígios de carne de cavalo, mas não confirma que esse produto seja um risco para a saúde dos consumidores.



Em comunicado hoje divulgado, a ASAE dá conta de ter identificado e apreendido 12.410 embalagens de “lasanha de bovino, contendo carne de cavalo”, rotulado com a marca “EUROSHOPPER”, numa cadeia de distribuição de retalho.



De acordo com a entidade fiscalizadora, esta ação vem no seguimento de uma notificação do sistema comunitário de alerta rápido para alimentação, “que refere a suspeita de riscos para a saúde pública de uma lasanha de bovino, contendo carne de cavalo, produzida no Luxemburgo, com matéria-prima proveniente da Roménia e distribuída em diversos mercados europeus”.



“Neste momento, e apesar do alerta emitido no espaço comunitário, não é ainda possível confirmar a existência de risco do consumo desse produto para a saúde dos consumidores”, afirma a ASAE.



Por outro lado, o organismo dá conta de ter apreendido 40.691 quilogramas de preparados de carne e produtos à base de carne, numa indústria de transformação, assim como mais 5.666 embalagens de preparados de carne e produtos à base de carne, em estabelecimento de retalho.



“No contexto destas operações, e de um total de 50 análises realizadas, a ASAE instaurou, ainda, três processos-crime, por fraude económica, e contraordenações por irregularidades de rotulagem, cujas investigações se encontram em curso”, lê-se no comunicado.



Lusa
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários