Sofrologia

Estimule a vivência do corpo para a transformação pessoal

A sofrologia foi desenvolvida pelo médico e investigador colombiano Lozano Alfonso Caycedo, no ano de 1960. É uma ciência médica que investiga como estimular as forças responsáveis pela harmonia biológica do ser humano através da consciência. Sofrologia deriva do grego sos (harmonia), phren (consciência) e logos (estudo). Portanto, etimologicamente, sofrologia significa: estudo da harmonia da consciência humana.

Nascida no seio da psiquiatria moderna e da fenomenologia existencial, na prática a sofrologia liga de forma única procedimentos orientais e ocidentais. Pode arranjar-se alternativa ao stress diário, como nadar, jogar, fazer desporto... São ótimas soluções, mas nem sempre acessíveis quando mais precisamos delas. Podemos, no entanto, aprender e experimentar a sofrologia – a harmonia normal do indivíduo, equilíbrio do corpo, da mente e da consciência.

Os seus objetivos são tão simples como os seus princípios, as suas leis e as suas técnicas. Visa ensinar-nos a recorrer a nós mesmos, a qualquer momento e em qualquer lugar, sempre que precisamos de melhores condições para resolver os motivos dos nossos stresses. O seu método é ensinar a conhecer, ativar e tomar consciência das capacidades que cada um tem ao seu dispor em si mesmo, nas suas sensações, no seu sentimento, na sua mente e no seu pensamento.

À medida que se forem conhecendo as suas técnicas, verificaremos que quase as aplicamos de forma intuitiva, sem contudo tirar delas todo o benefício possível. E quais são essas possibilidades? Em primeiro lugar, aprender a acalmar o corpo e a mente, e enfrentar de um modo menos desgastante as preocupações, as angústias, as ansiedades, os medos e as falsas incapacidades. Começar-se-á a compreender melhor as irritações do dia a dia e a aprender a “dar-lhes a volta”.

Campos de aplicação
Terapia

Utilizável em todas as especialidades, beneficia globalmente o indivíduo como sujeito ativo do seu próprio tratamento.

Profilaxia
Quando utilizada pela comunidade em geral, previne as manifestações das chamadas doenças da civilização (stress) e permite enfrentar com segurança certas fases da vida, tais como:

• A adolescência
• A preparação para o parto na saúde materno-infantil
• A preparação para exames com diminuição da ansiedade e reforço da memória
• A preparação da terceira idade
• Na área da pedagogia (diminuição do insucesso escolar)
• Preparação para cirurgia (menor ansiedade e maior autossegurança)
• Menos tempo de recuperação no pós-operatório
• Aplicação especial no campo desportivo – especificamente na altacompetição

Faça sofrologia

Por outras palavras podemos dizer que a sofrologia é yoga para os ocidentais. Durante as sessões de sofrologia o indivíduo toma consciência do próprio corpo, das suas sensações, das suas tensões corporais e mentais, das suas emoções e pensamentos, procurando cultivar uma consciência mais harmoniosa. O indivíduo descobre e conquista, de forma progressiva, os valores positivos da sua existência e dos que o rodeiam.

A prática do relaxamento dinâmico procura uma disposição mental que torne o indivíduo menos recetivo ao stress e às agressões quotidianas, sejam elas físicas ou psíquicas, tornando-o portanto mais resistente a determinadas doenças psicossomáticas. O método sofrológico pode ser praticado em sessões individuais ou em pequenos grupos, mas sempre sob a direção de um sofrólogo devidamente qualificado.

Saiba mais na próxima página

A quem se destina
Professores, profissionais de saúde, empresários, desportistas, grávidas, estudantes, pessoas com necessidade de se prepararem para um determinado evento que lhes cause angústia (uma cirurgia, um exame, uma viagem, por exemplo), ou até aqueles que sofrem de algum distúrbio (insónias, tensão arterial elevada, fobias, depressões, por exemplo) têm vindo a verificar os benefícios deste método científico, tanto na saúde física como psicológica. Aos poucos, as sensações de bem-estar dão lugar a sentimentos harmoniosos e alcança-se a paz interior e o equilíbrio psicofisiológico.

Origem

A sofrologia foi criada em 1960 pelo Dr. Lozano Alfonso Caycedo, médico neuropsiquiatra. Caycedo trabalhava como médico interno do Hospital Provincial de Madrid, sob a direção do professor López Ibor. Naquela época, o tratamento de doentes mentais era ainda muito precário: eletrochoques, confinamento e clausura do doente, comas insulínicos e psicofarmacologia eram algumas das técnicas usadas.

Caycedo então criou a sofrologia com dois objetivos. Primeiro, como uma escola que estuda a consciência humana, tanto a doente como a normal. E em segundo lugar como uma forma de terapia. Depois de algumas conversas com o professor Binswanger (pioneiro no uso da fenomenologia como método de investigação da consciência na psiquiatria), Caycedo mudou-se para a Índia (onde estudou com os mais importantes yoguis), experimentando formas de meditação que produzem modificações no estado de consciência.

Seguiu para o Tibete e depois para o Japão. Nessa altura deixara crescer o cabelo e visitara vários mosteiros para praticar os ensinamentos do Zen. Quando volta faz síntese de tudo o que aprendeu e elabora o seu método de relaxamento dinâmico.

Atualidade
Hoje celebram-se grandes congressos mundiais de sofrologia, mas a sofrologia já recebeu diversas contribuições e deturpações, sendo mesclada com temas completamente diferentes, tais como magia, tarot, bruxaria e até sofrologia por correspondência, o que certamente significou uma deturpação da vertente original, e um acréscimo da desconfiança da comunidade médica. De qualquer forma, existe um movimento que procura conservar a sofrologia pura, a “Sofrologia Caycediana”, livre de delírios esotéricos.

O que a sofrologia não é
• Uma disciplina exclusivamente psiquiátrica.
Apesar de ter nascido dentro da psiquiatria clássica, hoje em dia aplica-se em diferentes especialidades médicas (pneumologia, ginecologia, cardiologia, etc.) e noutras ciências da saúde (fisioterapia, psicologia, enfermagem, etc.).

• Psicanálise.
A sofrologia estuda a consciência, não o inconsciente. Não utiliza a interpretação como forma de diagnóstico ou terapia, mas deixa que o fenómeno vivido por cada pessoa fale por si mesmo, segundo o método fenomenológico de Husserl. A sofrologia foi largamente influenciada pela filosofia fenomenológica.

• Hipnose.
A hipnose utiliza técnicas sugestivas, nas quais o sujeito que as pratica não tem consciência participativa sobre o que o hipnotizador lhe sugere ou indica. Na sofrologia, o sofrólogo ensina uma série de técnicas, com os seus próprios objetivos e conceitos, para que o sujeito interessado as pratique ele mesmo de forma livre e consciente.

Saiba mais na próxima página

• Outra técnica de relaxamento.
Hoje em dia existem muitas técnicas de relaxamento. Em geral, o seu objetivo principal é esse mesmo: a descontração da pessoa que as pratica. A sofrologia utiliza técnicas de relaxamento, baseadas no treino autogénico de Schultz e no relaxamento progressivo de Jacobson, mas como um meio e não como fim. O seu objetivo é a conquista de uma forma de consciência mais positiva, mais conhecedora dos seus valores e de quem o rodeia.

• Uma escola oriental.
Se bem que o Dr. Caycedo tenha vivido dois anos no Oriente, procurando estudar os métodos de relaxamento e meditação que se utilizam no yoga, budismo e Zen, o seu objetivo era aprender técnicas que pudessem ser aplicadas em pacientes psiquiátricos. Ele retirou-lhes os aspetos místicos, portanto, a filosofia oriental não faz parte da prática sofrológica.

Na prática

O método da sofrologia consiste numa série de técnicas de relaxamento (exercícios respiratórios, movimentos corporais e estratégias de ativação mental). Controlar as emoções, ser positivo, não negligenciar a nossa intuição, mobilizar a nossa consciência, estas são algumas das máximas da sofronização.

“Poucas pessoas sabem respirar, pois isso traz-lhes a sensação de terem medo de sentir”, refere a médica Frida Ergas, autora de uma das únicas obras sobre o tema na língua portuguesa, “Viver sem Stresse com o Método Sofrológico”.

A sofrologia é uma metodologia que necessita de ser “vivida” na sua prática; é pela sua prática e treino que se adquire gradualmente um reconhecimento muito maior do esquema corporal. A iniciação à sofrologia permite ao indivíduo a ativação e o movimento da energia vital, facultando-lhe o acesso ao conhecimento da sua própria riqueza interior, dos seus recursos e dos seus talentos.

A sofrologia conduz à unidade e ao equilíbrio. Pode ser aplicada, a nível socioprofiláctico, aos profissionais das ciências humanas e a todos aqueles que tenham a possibilidade de exercer uma ação positiva nos diferentes grupos sociais; a nível pedagógico, pelos professores que podem utilizar as técnicas sofrológicas para reforçar as capacidades intelectuais do aluno, tais como a atenção, a concentração, a aprendizagem e a memória, em diferentes grupos e faixas-etárias;

A nível terapêutico, reservada aos profissionais de saúde e beleza que podem utilizar a sofrologia como terapia única ou complementar, para aumentar a resistência do cliente, ajudando-o a conquistar uma atitude mais serena e de maior tolerância em relação às agressões. A sofrologia destaca-se em países europeus como França, Portugal, Suíça, Bélgica, Itália e Espanha. É uma ciência autêntica, baseada em teorias e conceitos reconhecidos internacionalmente.

Os exercícios

O relaxamento dinâmico começa com a limpeza do nariz, pelo método indiano, com água salgada à temperatura do corpo, para facilitar a respiração. Depois, o paciente faz exercícios de tomada de consciência. Exercícios de respiração, de tensão e de relaxamento. Em seguida, começa a meditação sobre um objeto neutro. O corpo é ativado ao máximo nesses exercícios, que provêm da raja ioga, pouco conhecida no Ocidente.

São exercícios que se fazem de pé (isto acontece depois de uma consulta individual, a fim de evitar problemas, no caso de um cardíaco, por exemplo). Os alunos fazem isto durante uma hora, três vezes por semana. Depois podem continuar a treinar em casa. No primeiro grau, chegamos a uma tomada de consciência da corporeidade, de um esquema corporal.

Saiba mais na próxima página

O segundo grau, inspirado no budismo, é uma meditação sobre o corpo, uma contemplação da corporeidade. O ritmo da respiração associado a uma meditação sobre um pensamento (por exemplo, a paz, a harmonia) é uma técnica de inspiração budista.

O terceiro grau é o mais importante. É a meditação total inspirada no zen japonês, onde se somam as diferenças entre o corpo e o espírito. Pratica-se de olhos abertos. Estes exercícios produzem uma verdadeira revolução no corpo.

Técnicas sofrológicas

O Relaxamento Dinâmico de Caycedo (RDC) é o método central da sofrologia Caycediana®. É constituído por doze graus, divididos em três ciclos, cada um com quatro graus, e que encerram o ciclo completo do treino sofrológico. O Método Caycedo® consiste numa série de técnicas de relaxamento, exercícios respiratórios, movimentos corporais e estratégias de ativação mental e orientação positiva do pensamento, que têm como fim o conhecimento de si mesmo, e que permitem ampliar o campo da consciência.

É acessível a todos. Inclui jogos lúdicos, de modo a facilitar a aprendizagem. De forma progressiva e metódica, a pessoa vai aumentando a perceção e o conhecimento da sua própria corporalidade, das suas emoções, dos seus pensamentos, da sua conduta e dos seus próprios valores.

Ela mesma vai desenvolvendo a sua motivação para melhorar as capacidades que quer potenciar e resolver sentimentos ou pensamentos menos bons. Sendo uma disciplina baseada na fenomenologia, potencia a liberdade, a responsabilidade e a dignidade. Todas as técnicas sofrológicas obedecem a um protocolo idêntico:

1. Sofronização de base

Consiste no relaxamento da cabeça aos pés, para se atingir o nível sofroliminal.

2. Ativação Intrassofrónica

Consiste em aplicar as técnicas de estruturação necessárias para se atingirem os objetivos desejados. Há um aumento de numerosas capacidades subexploradas nos níveis de vigilância habitual mais potenciadas em NSL. Existem muitas técnicas. São constituídas por protocolos exatos que devem ser adaptadas pelo sofrólogo a cada situação.

3. Des-sofronização

Consiste numa recuperação da tonificação muscular.

4. Fenodescrição

Consiste na descrição dos fenómenos vivenciados e, progressivamente, na tomada de consciência de um melhoramento qualitativo, no sentido da consciência sofrónica.

Ação da sofrologia na prevenção do «stress»

«O conflito é vivido pelo corpo e o corpo é conflito face a uma situação» (Ajurriaguerra). Comporta manifestações afetivas e psíquicas, mas também modificações físicas e tónicas. O drama é que as pessoas não são preparadas para suportar a sobrecarga dos problemas materiais, emocionais ou existenciais a que são submetidas.

Saiba mais na próxima página

Sabemos que é difícil evitar certas situações, exercer um controlo ao nível mental, uma vez que os mecanismos do cérebro são complexos, difíceis de conhecer; mas pode existir um controlo fisiológico, que terá, por sua vez, uma repercussão sobre o mental, permitindo uma modificação do comportamento das pessoas perante as circunstâncias.

“Assim, a sofrologia poderá exercer uma ação poderosa sobre o stress, através da corporalidade, e transformar a conduta. No decorrer de uma emoção aparece uma tensão brusca, seguida de uma descarga violenta, levando a pessoa um certo tempo para recuperar a calma. O princípio da sofrologia é o de atuar ao nível do corpo, a fim de desfazer esses nós que apertam até produzir sensações insuportáveis, dessomatizando, assim, as emoções.

A metodologia caycediana faz alternar estimulações corporais com relaxamento, o que representa uma espécie de stress benéfico. Estas tensões corporais positivas constituem uma preparação para a ação; a seguir, o corpo descontrai- se, repousa, e o espírito mergulha num nível de consciência profundo onde pode apreciar a sua vivência positiva, a tranquilidade e a harmonia.

Deste modo, a pessoa compreende que, graças ao treino sofrológico, terá a possibilidade de recuperar rapidamente a calma a seguir às emoções, evitando a sua acumulação e as consequências nocivas”, refere a médica Frida Ergas.

Constitui uma das grandes preocupações de Caycedo tornar mais acessível o treino sofrológico para estas pessoas submetidas a um stress permanente sem, no entanto, serem doentes. Isto mesmo pode dizer respeito ao próprio leitor ou aos seus clientes, aparentemente saudáveis! Por isso estruturou o método de sofroprofilaxia de grupos, simples, cuja duração não ultrapassa um quarto de hora por sessão.

Fotografia: ©Maksim Shmeljov - Fotolia.com
Bibliografia: “La Sophrologie Facile”, Dr. Yves Davrou, Marabout
Agradecimentos: Dra. Frida Ergas, médica, autora de “Viver sem Stresse com o Método Sofrológico”, Europa-América

Comentários