Rejuvenesça ao respirar

A respiração é a chave para a harmonia interior e a beleza exterior.

Qual é o nosso primeiro acto quando nascemos? Inspiramos e depois choramos. E o nosso último acto é expirar, e então os outros choram. Entre estes dois actos acontece toda a nossa vida, e durante todo este tempo estamos a inspirar e a expirar. O que é a respiração? Fique a saber por que é tão importante!

A respiração é sinónimo de vida. A nossa respiração é a nossa vida e a nossa vida é feita da nossa respiração. Sem respiração o que somos? Pode haver vida humana sem respiração? A respiração é essencial à nossa existência, contudo, não lhe costumamos prestar nenhuma atenção.

Estamos o tempo todo focados no que se passa à nossa volta, o que está fora de nós: negócios, relações com clientes, vida familiar, vida social, amizades, dinheiro, carros, telemóveis, moda etc. E durante todas estas actividades estamos a respirar. Será que temos consciência disso? O stress influencia fortemente a nossa forma de ser, o nosso estado mental e a nossa saúde.

A respiração é o perfeito antídoto. Muitas das doenças de hoje são o resultado do stress: depressão, ansiedade, irritabilidade, problemas de pele, alterações energéticas, distúrbios alimentares, problemas de sono, doenças mentais ou emocionais, hipertensão, dependência de álcool e tabaco, dependência de drogas, e assim por diante.

"Aprendemos tantas coisas na escola e em casa, mas nunca nos ensinaram como manter o corpo são (livre de doenças), uma mente sem stress, nem como lidar com as nossas emoções negativas", refere Sri Sri Ravi Shankar, fundador da Fundação "A Arte de Viver".

No mundo de hoje temos que estudar a nossa própria mente, o nosso próprio ego, gastamos tanto tempo a aprender tantas coisas para a vida, mas poucas sobre a própria vida. Muito frequentemente, só paramos para pensar na vida que levamos quando somos forçados, normalmente por doença.

Saiba mais na próxima página

Em vez de esperar que o stress atinja tal nível, podemos ter acções preventivas usando um pouco de tempo para aprendermos sobre nós mesmos e como funcionamos. Por exemplo, a natureza da nossa mente, o efeito das nossas emoções sobre o nosso sistema nervoso, os ciclos naturais do nosso corpo, o poder da nossa respiração.

O estudo de si próprio é essencial para se ser o gerente competente da nossa própria vida, no ambiente competitivo dos nossos dias. O segredo está na nossa própria respiração.

A natureza da mente
O que é o stress? O stress é qualquer aspecto ou acontecimento na nossa vida que transporta uma emoção negativa. É a nossa contínua busca da perfeição que frequentemente conduz ao stress. O que é que todos queremos na vida, para o que estamos dispostos a trabalhar tão arduamente?

A resposta é simples, queremos alegria e felicidade. Queremos ser todos felizes. Mas, hoje as nossas actividades em vez de nos trazerem felicidade, provocam-nos stress. Então como poderemos ser felizes e gerir as nossas vidas com o stress? A resposta está na nossa respiração.

Tendências da mente
O stress começa com as actividades da mente, e as respostas emocionais consequentes. Por exemplo: se alguém lhe dá 10 elogios pela manhã e depois do almoço o critica uma vez, o que acontece? A mente agarra-se à negativa. "Por que é que ele disse aquilo? O que poderá significar? O que é que eu fiz de errado?". Não importa que durante toda a manhã só tenha recebido elogios.

A primeira tendência da mente é agarrar-se ao negativo. Assim, uma crítica é vivida e revivida numa angústia mental e emocional, provocando o stress. E claro que a memória do evento mantém a angústia até muito depois do acontecimento ter ocorrido, activando e reactivando a mesma emoção, os mesmos sentimentos.

Estas emoções/stress são armazenadas nas células do corpo como toxinas e intoxicam o nosso sistema. Existem dois tipos de toxinas: as toxinas físicas, pulsação latente do stress; e as toxinas emocionais, muito reais, também de stress.

Saiba mais na próxima página

Estas emoções/stress são armazenadas no corpo como substâncias químicas com impressões mentais ou emocionais, ligando-nos a recordações passadas e padrões de comportamentos emocionais antigos. Assim, gastamos muito do nosso tempo lamentando o passado, ou estando ansiosos, preocupando-nos com o futuro.

Esta é a segunda tendência da mente, esta oscilação mental entre o passado e o futuro que agrava o nosso stress, enquanto nos afasta do momento presente.

Mas, o que é que acontece de facto?
Respiramos em cada momento, inspiramos e expiramos. Agora, enquanto está a ler este artigo, tome consciência da sua respiração. Observe o seu movimento de inspiração e expiração nas suas narinas e mantenha a leitura, mantenha também a atenção na sua respiração enquanto lê, pratique.

E, enquanto lê, também observa o que pensa? Onde é que esteve nestes últimos minutos? A sua mente esteve presente apenas na leitura, ou pensou no último cliente que atendeu? Ou se tem comida em casa suficiente para o jantar? Ou quem é que lhe vai enviar o próximo sms? Ou quando vai conseguir acabar o curso que começou?

Poderia ser qualquer coisa. Observe, as emoções ligadas a estes pensamentos. Onde está exactamente a sua mente neste momento? Ainda a manter a sua atenção na respiração? Como vê, a nossa mente é facilmente distraída pelo passado e pelo futuro.

Mas a realidade da nossa existência é o agora, este momento, cada momento em que inspira e expira, é onde a realidade de vida está na verdade. Reflicta neste pensamento por apenas alguns momentos.

Pode voltar ao passado? O que é passado é passado, não pode voltar, nem mudar. Embora nós gostássemos de o fazer, podemos ir para o futuro? O que é futuro é futuro quem sabe como as coisas acontecerão na próxima hora, deixe o amanhã para depois. Este momento do presente é tudo o que temos, e a nossa respiração está sempre presente.

Saiba mais na próxima página

O poder da respiração
O que é que a nossa respiração tem que nos pode afectar tão profundamente? Como atrás descobrimos a mente é fundamental. A mente afecta o corpo, as emoções. A respiração e a mente estão intimamente ligadas, por exemplo, quando se sente triste, qual é o seu ritmo de respiração?

Quando está zangado, surpreendido, feliz, para cada emoção temos um ritmo correspondente. Para atingir a tranquilidade da mente é mais fácil prestar atenção à respiração do que à mente. "Nunca prestamos atenção à nossa respiração, mas ela muda.

Para cada emoção temos um ritmo de respiração diferente, a cada instante o padrão modifica. A respiração é mais tangível do que a mente, a mente é mais difícil de controlar. Certo é que escuta todas as conversas, lê todos os livros, mas na verdade não provoca qualquer impacto/efeito.

Através da respiração pode realmente levar o conhecimento à mente, isto porque a respiração é tangível. Trabalhe através da respiração. É muito benéfico, muito útil", diz Sri Sri Ravi Shankar.

Usamos as mesmas narinas, respiramos o mesmo ar, mas há uma diferença enorme no modo como respiramos com cada emoção. O que pensamos e sentimos afecta a nossa respiração.

Podemos dizer que é uma ponte entre o nosso mundo interior e o exterior. Sabendo que esta ligação existe, invertemos o processo e usamos os ritmos de respiração para influenciar a nossa mente, o corpo e o ser, e isto tem uma influência harmoniosa.

Há dois elementos no ar que respiramos:
1. Oxigénio: alimenta o corpo;
2. Prana/Chi: força de vida ou energia universal.

Saiba mais na próxima página

Nos nossos dias, o oxigénio tem vindo a ganhar importância no campo médico e é de comum acordo que "as viroses não podem viver num ambiente rico em oxigénio". Também há outro aspecto no "prana". O prana purifica, pode libertar a maioria das toxinas do corpo, e os nossos pulmões libertam mais toxinas que qualquer outro órgão.

Estudos científicos demonstraram que 80% das impurezas emocionais e físicas (toxinas) são libertadas pela respiração, e que a maioria das pessoas só usa 35% da capacidade pulmonar.

A técnica de respiração
Nesta técnica o prana é facilmente absorvido pelo corpo levando profundamente a cada célula a energia, inundando o sistema nervoso com oxigénio e prana, activando a libertação das toxinas, tanto emocionais como físicas a nível celular.

A técnica de respiração "Sudarshan Kriya"™ apenas abre o caminho, enquanto o deixa com uma sensação de energia no presente, onde toda a felicidade e alegria podem ser sentidas. As impurezas que são acumuladas nas células, causando lentidão e doenças, são postas para fora e ultrapassadas assim que as células são oxigenadas.

Fisicamente, as células são revitalizadas e, emocionalmente, a pessoa fica com uma sensação de equilíbrio e satisfação. Um sentimento de ter "recebido energia" é experimentado. Este método de respiração foi concebido para desenvolver o completo potencial da vida, dando conhecimento prático para lidar com os desafios diários da mesma.

Os benefícios são profundos: elimina o stress e amplia a consciência, aprendemos a viver mais plenamente a cada momento, permite que o corpo se liberte do stress, dores, tensões, e toxinas, e assim melhore a saúde.

Ganhamos mais energia e entusiasmo, tornamo-nos mais dinâmicos nas actividades. Encontramos harmonia nas relações sociais porque estamos mais equilibrados e mais conscientes de nós próprios. Como essência, movemo-nos da cabeça para o coração, com uma tranquilidade interna que nos dá um sorriso interior.

Saiba mais na próxima página

Aprendemos a usar a respiração para gerir as emoções, desligando a emoção do acontecimento, tornando-nos mais conscientes das coisas à nossa volta.

Continuamos a ter emoções, mas elas estão mais leves, e voltamos mais depressa à harmonia. Sentimos a vida mais completa e, no entanto, não perturbamos a nossa paz interior.

Somos mais naturais sentindo o coração pleno. O que realmente achamos é que a nossa respiração é o segredo dos segredos. A chave para a harmonia interna e a beleza exterior.

Em conclusão, podemos dizer que com a prática regular da "Sudarshan Kriya™" e "Pranayama", o corpo sente-se mais jovem e saudável e a mente mais calma, ou seja existe um equilíbrio entre o corpo e a mente.

Os exercícios
Os exercícios de respiração desta técnica fazem parte de uma série de exercícios de respiração pranayama, que são ensinados por um instrutor competente que ensina o correcto posicionamento das mãos, assim como da respiração.

A técnica principal de respiração ensinada na "Sudarshan Kriya" é um exercício de ritmo de respiração único, que liberta o corpo do stress. As impurezas são libertadas e as células do corpo são rejuvenescidas com energia. Sente-se um equilíbrio emocional.

Os exercícios podem ser praticados todos os dias, várias vezes ao dia, para um benefício máximo. Estes exercícios de respiração podem ser feitos dentro de casa ou ao ar livre, desde que se tenha acesso a ar puro - dentro de casa mantenha as janelas abertas para deixar entrar o ar.

Texto: James Latimer
Fotografia: Guerlain
Agradecimentos: Swami Sadyojathah; Fundação "Arte de viver"

artigo do parceiro:

Comentários