Vinho português embarca em navio bacalhoeiro para estagiar em alto mar

Uma nova remessa de três mil garrafas de vinho Poseidon, do produtor Lua Cheia em Vinhas Velhas, partiu do Porto de Aveiro a bordo de um navio bacalhoeiro. Este tinto vai estagiar em alto mar nos próximos três meses.

Foi através de um desafio lançado pelo Clube de Oficiais da Marinha Mercante (COMM), que a Lua Cheia em Vinhas Velhas decidiu recuperar a tradição do ‘vinho da volta’. Em 2016, a travessia oceânica resultou num vinho com características específicas. A 19 de janeiro, uma nova remessa com três mil garrafas partiu rumo aos Grandes Bancos da Terra Nova, no Canadá, para estagiar durante três meses a bordo do navio bacalhoeiro Coimbra.

De acordo com o produtor, em comunicado à imprensa, “Poseidon é um vinho de características ímpares, conseguidas pelo balanço e condições que a travessia oceânica lhe confere. Esta técnica parte de uma tradição antiga, praticada em tempos pelo vinho da Madeira”.

A primeira remessa de garrafas partiu em junho 2016 e durante 81 dias navegou no porão do navio Coimbra. Dizem os marinheiros que o estágio do Poseidon trouxe sorte à pescaria, uma vez que conseguiram encher o porão do seu bacalhoeiro mais rápido do que o previsto.

Poseidon herda o nome do Deus dos Mares e é “uma homenagem à memória marítima de Portugal e aos pescadores portugueses que ao longo de séculos dedicaram as suas vidas à pesca longínqua”, afirma Manuel Dias, administrador da Lua Cheia em Vinhas Velhas.

As garrafas enviadas para estágio estão numeradas e serão certificadas pelo Clube de Oficiais da Marinha Mercante (COMM) no final da viagem. A primeira remessa de Poseidon, que foi apresentada no final do ano passado, teve muita procura e este novo envio vai maturar garrafas do mesmo lote do vinho Andreza Grande Reserva Tinto 2014 que, concluída a viagem, darão vida ao Poseidon.

artigo do parceiro:

Comentários