Vieira do Minho - “Sentir Vieira” com cozinha típica e descontos especiais

A recriação da matança do porco à moda antiga, a 18 de Janeiro, será o primeiro ato do projeto “Sentir Vieira”, que terá uma iniciativa em cada mês para promover o que o concelho tem de mais genuíno.

Associado a cada iniciativa estará um prato típico do concelho, sendo o primeiro o sarrabulho, que a 18 e 19 de janeiro, pode ser degustado com um desconto de dez por cento nos restaurantes aderentes ao “Sentir Vieira”.

O programa contemplará uma iniciativa por mês, sempre no terceiro fim-de-semana, e proporcionará ainda um desconto de 15 por cento na dormida numa das unidades que aderiram à iniciativa.

Para fevereiro, a atividade programa é a Feira do Fumeiro, que terá associado, à mesa dos restaurantes, o cozido à portuguesa.

Poda e enxertos, com provas de vinho, é a atividade de março, mês em que o prato em destaque será couves com feijão.

Em abril, realiza-se uma atividade de pastoreio e o prato gastronómico é o cabrito, enquanto em maio os visitantes podem reviver o ciclo da lã e assistir à tosquia das ovelhas, degustando o anho da Serra da Cabreira.

Um arraial minhoto é a iniciativa programa para junho, mês em que o destaque irá para o arroz de feijão amarelo, produto característico da região de Vila Verde.

Em julho, será recriado o ciclo do pão, com arroz de pica no chão a acompanhar, e em agosto haverá um festival de folclore, com vitela à mesa.

A desfolhada e a demonstração de como cozinhar broa de milho e bola de carne e chouriço é a atividade que vai marcar setembro, sendo o prato associado o porco e o leitão.

Em outubro, os interessados podem assistir à montaria ao javali e “matar a fome” com feijoada.

Para novembro e dezembro, as atividades previstas são o mercado da castanha/jornadas micológicas e a apanha da azeitona e moagem num lagar de azeite.

As propostas culinárias são, respetivamente, rojões com castanhas e bacalhau.

O projeto “ Sentir Vieira” incluirá também as comemorações dos 500 anos da atribuição do foral a Vieira do Minho, por D. Manuel I.

artigo do parceiro:

Comentários