Tasca da Esquina reabre com nova decoração e nova carta

Há seis anos, o conhecido chefe de cozinha Vítor Sobral arriscava tudo num restaurante próprio. A Tasca da Esquina, em Campo de Ourique, vingou e deu frutos: da abertura de uma Cervejaria da Esquina no mesmo bairro à entrada no mercado de restauração brasileiro e angolano, o projeto deu outro significado à palavra “tasca”.

Geralmente é difícil encontrar uma mesa livre na Tasca da Esquina, a não ser que reserve com antecedência. A partir de agora, então, adivinha-se sala cheia para almoços e jantaradas. Ao celebrar o sexto aniversário do restaurante, os chefes Vítor Sobral, Hugo Nascimento e Luís Espadana oferecem aos clientes uma nova imagem, com decoração de Sofia Duarte e João Mota; e uma nova ementa, com ilustrações da artista Ana Gil. E em dias de sol e calor, sabe bem ficar na nova esplanada a assistir ao movimento do bairro.

Entre as novidades estão os “Túbaros com foie gras”, a “Salada de ovas de pescada e sardinha” e o “Polvo no forno, couves e tomate assado”. Também a experimentar é o menu 'Fique nas mãos do chef', um almoço rápido para quem não dispensa um prato com assinatura.

Depois da abertura da Tasca da Esquina em São Paulo e em João Pessoa, no Brasil; e da Kitanda da Esquina, em Luanda, Vítor Sobral prepara-se para continuar a expansão internacional da marca em 2016, bem como novos conceitos em Campo de Ourique, onde também já tem a "irmã" Cervejaria da Esquina.

artigo do parceiro:

Comentários