Qual o segredo do caracol?

Animal pequeno e vagaroso, o caracol adquire na estação quente um estatuto de estrela. Festivais gastronómicos, restaurantes afamados e petiscos caseiros não passam sem ele. Na tentativa de compreender o fenómeno, o Sapo Sabores foi espreitar o restaurante Júlio dos Caracóis.

Veja aqui o vídeo do Júlio dos Caracóis.

As mega panelas de caracóis acabados de cozinhar desaparecem a um ritmo impressionante no restaurante O Filho do Menino Júlio dos Caracóis. O molusco gastrópode vem de Portugal e de Marrocos; o tempero vem de Espanha. Mas as doses certas do segredo são a alma do negócio, que Vasco Rodrigues, proprietário do restaurante, se recusa a partilhar. A receita familiar, antiga e exclusiva, existe desde 1958 e foi-lhe ensinada pelo pai, anterior proprietário, e já sofreu algumas alterações, mas continua a conquistar muitos clientes.Julio dos Caracois

Considerado uma verdadeira iguaria sazonal, o caracol começa a ser aqui servido “logo a seguir à Páscoa até à primeira semana de Setembro”, adianta o responsável. Depois da lavagem da matéria-prima, que dura cerca de 15 minutos, segue-se a escolha e tempero, ouvindo-se por fim um sino no balcão a avisar que o petisco está pronto a ser apreciado.

No Júlio dos Caracóis a especialidade serve-se apenas das 16h às 22h, período durante o qual saem diariamente da cozinha 10 a 15 grandes panelas de caracóis.

 

O Filho do Menino Júlio dos Caracóis

Rua Vale Formoso de Cima 140B Lisboa

artigo do parceiro:

Comentários