Peixe em Lisboa procura a melhor patanisca dos restaurantes da capital

Na 10º edição, entre 30 de março e 9 de abril, o Peixe em Lisboa conta com um novo desafio, lançado aos restaurantes lisboetas: o Concurso da Patanisca, com um júri presidido por Maria de Lourdes Modesto. A final está marcada para 3 de abril no Pavilhão Carlos Lopes.

Desenvolvido pela organização do Peixe em Lisboa em colaboração com o conhecido gastrónomo Virgílio Gomes, já responsável pela prova do Pastel de Nata, o novo concurso tem por objectivo evidenciar e promover as características com que as pataniscas se apresentam na região de Lisboa. É um desafio que pretende valorizar a um elemento simples e típico da cozinha alfacinha, que tanto agrada aos lisboetas e a todos os que visitam a cidade.

Nesta primeira edição do concurso, optou-se por convidar restaurantes lisboetas seleccionados após visitas anónimas por parte de especialistas em gastronomia. Após a visita, as inscrições foram efetuadas por convite exclusivo, apenas para esta edição inaugural. Futuramente, as inscrições estarão disponíveis para que outros estabelecimentos tenham oportunidade para dar a conhecer a sua iguaria, à semelhança do que já acontece com a prova do pastel de nata há vários anos.

O concurso conta com a participação de dez restaurantes, nomeadamente; Casa do Bacalhau, Laurentina, Nobre, Poleiro, Taberna da Rua das Flores, Varanda do Hotel Mundial e Bica do Sapato, Flores do Bairro Alto Hotel, restaurante D’ Bacalhau e restaurante Sem Dúvida.

A prova final que irá dar a conhecer o vencedor irá decorrer no dia 3 de abril, pelas 15h00, numa sessão aberta ao público, no evento Peixe em Lisboa.

Cada concorrente deverá apresentar dez pataniscas em embalagens não identificadas e os membros do júri efectuarão provas cegas, desconhecendo a identidade dos concorrentes. O júri irá pontuar as pataniscas numa escala de 0 a 10, analisando o “Aspeto”, o “Sabor e consistência do interior”, o “Equilíbrio entre os ingredientes”, a “Ausência de gorduras excessivas” e o “Sabor global”.

Após a avaliação, será anunciado o vencedor, bem como os segundo e terceiro classificados. Além de Maria de Lourdes Modesto como presidente, o júri íntegra Virgílio Gomes, a jornalista Mariana Correia de Barros, o gastrónomo João Ceppas, o chefe e formador de cozinha Pedro Sommer Ribeiro e o gastrónomo e bloguer Rodrigo Meneses. Os três melhores classificados têm ainda acesso automático à final do próximo ano.

artigo do parceiro:

Comentários