Os Heróis da Fruta já chegam a metade dos concelhos de Portugal

Escolas de 161 dos 308 concelhos portugueses aceitaram o desafio e aderiram à quarta edição do projeto «Heróis da Fruta – Lanche Escolar Saudável»

O programa inclui um programa educativo de intervenção motivacional com o objetivo de aumentar o consumo diário de fruta nas crianças até aos 10 anos.

Depois do sucesso das três edições anteriores, que envolveram a participação de 136.205 alunos, a APCOI - Associação Portuguesa contra a Obesidade Infantil voltou a lançar o desafio às escolas de todos os distritos de Portugal Continental e das regiões autónomas dos Açores e da Madeira para continuarem a prevenir a obesidade infantil e as restantes doenças associadas, no ano letivo 2014-2015.

São já 57 no total, as juntas de freguesia, câmaras municipais e os dois governos regionais, que se envolvem diretamente na implementação e coordenação do projeto nos jardins de infância e escolas de ensino básico de 1º ciclo. Para a APCOI, estas parcerias com o Poder Local representam um enorme passo no sentido de difundir esta iniciativa a cada vez mais crianças. “Nesta edição, tal como nas anteriores, contamos com participações de estabelecimentos de ensino de todos os distritos e regiões autónomas, mas a nossa meta é chegar a todas as escolas do país” afirmou Mário Silva, residente e fundador da APCOI.

O programa “Heróis da Fruta – Lanche Escolar Saudável” tem verificado um enorme êxito. Quatro em cada dez crianças aumentaram o consumo diário de fruta em apenas 12 semanas de implementação do projeto em sala de aula e 42,6% das crianças que fizeram parte do programa no ano letivo passado comem agora mais fruta. “É a confirmação de que projetos saudáveis têm sucesso”, comenta Mário Silva.

“A fruta tem nutrientes insubstituíveis, o seu baixo consumo tem efeitos negativos para a saúde das crianças: dificulta o bom funcionamento dos intestinos, diminui as defesas do organismo, tornando-as mais sujeitas às doenças, nas quais se inclui a obesidade logo desde a infância, além de provocar alterações nos níveis de energia, de concentração e aprendizagem. O consumo diário de fruta é um dos componentes mais importantes de uma alimentação saudável”, acrescenta Rita Loureiro, dietista e investigadora que coordena o projeto da APCOI.

artigo do parceiro:

Comentários