Maio é o mês de Sangue na Guelra, o festival gastronómico mais irreverente do país

Ao completar cinco edições o Sangue na Guelra, festival aberto ao grande público e que promete como sempre romper conceitos, apresenta-se em três momentos: o Simpósio, que pretende impulsionar o Novo Movimento da Cozinha Portuguesa, o festival de rua Lisboa Food Festival, três jantares exclusivos, com os melhores e mais jovens chefes de todo o mundo.
créditos: Sangue na Guelra

Nesta 5ª edição, o festival Sangue na Guelra /Blood n’Guts volta a romper formatos, questionar conceitos, inovar tradições e, ao longo do mês de maio, leva para as ruas de Lisboa a celebração de uma cozinha inspirada e surpreendente.

Há já cinco anos que o Sangue na Guelra traz a Portugal os sous-chefs dos melhores restaurantes do mundo e jovens talentos em ascensão para jantares experimentais e extraordinários, e proporciona oportunidades ímpares de conhecer a melhor gastronomia da atualidade.

Momento 1. O arranque do festival dá-se a 5 de Maio, no HUB Criativo do Beato (Tv. da Manutenção Militar 118), com o III Simpósio Sangue na Guelra, onde chefes nacionais e ilustres convidados vão trocar experiências, partilhar propostas sobre o novo e criativo movimento da cozinha portuguesa.  Entre as presenças confirmadas, a gastrónoma Maria de Lourdes Modesto, o bloguer gastronómico e diretor do Peixe em Lisboa, Duarte Calvão. Os chefes João Rodrigues, José Avillez, Henrique Sá Pessoa e Alexandre Silva dinamizam os grupos de trabalho que reúnem alguns dos melhores e mais criativos cozinheiros portugueses do momento. Nuno Mendes, dos restaurantes Viajante, Taberna do Mercado, junta-se ao gang para partilhar a sua experiência portuguesa em Londres.

Maio é o mês de Sangue na Guelra, o festival gastronómico mais irreverente do país

O Simpósio conta ainda com a participação de Andrea Petrini, escritor, jornalista, curador gastronómico, eterno inconformista e criador da comunidade vanguardista Gelinaz.

Momento 2. A 6 e 7 de Maio, ainda no HUB Criativo do Beato, decorre o Blood N´Guts Lisboa Food Festival. Um festival de rua, inédito, que promete colocar a cidade e o país no mapa dos grandes acontecimentos internacionais de gastronomia. Será o ponto de encontro entre o grande público e cerca de duas dezenas de chefes de cozinha nacionais e estrangeiros, que vão servir a sua versão da comida de rua, inspirados por sabores, saberes e tradições da sua região e país de origem.

Concebido a pensar num público mais jovem e curioso, famílias, foodies e turistas de visita à cidade, a entrada no Lisboa Food Festival é livre para crianças até aos seis anos e custa 4,00 euros para os restantes participantes. Bilhetes disponíveis aqui. Os preços dos pratos no interior do recinto custam 5,00 euros e 7,00 euros.

Momento 3. De 14 a 15 de maio e a 22 do mesmo mês, decorrem os Jantares Young Chefs With Guts. Momentos à mesa que partem da mesma premissa dos anos anteriores: desafiar jovens talentos a cultivar as suas próprias ideias, a ousar explorar e misturar ingredientes e a trabalhá-los de forma criativa e inspiradora.

Maio é o mês de Sangue na Guelra, o festival gastronómico mais irreverente do país

Este ano, o Bistro 100 Maneiras, o Alma e o Varanda Ritz Four Seasons juntam-se à 1300 Taberna para receber os nossos cozinheiros. Pela primeira vez, os jantares acontecem em vários restaurantes de Lisboa, beneficiando da variedade de experiências das equipas anfitriãs e da visão de diferentes profissionais.

À mesa, como já vem sendo habitual, servem-se peixes e mariscos da costa portuguesa. A exceção é o jantar O Rio (dia 22), onde apostamos em espécies de água doce, para mostrar a riqueza e abundância dos nossos rios e sensibilizar os participantes para um consumo diversificado e sustentável.

Todos os jantares têm início às 19h30, são exclusivos para 60 pessoas e custam 130,00 euros, com bebidas incluídas.

artigo do parceiro:

Comentários