Estética geriátrica

Fique a par desta tendência que beneficia as pessoas da terceira idade.

A terceira idade é uma etapa natural da vida com características próprias. Facilitada por uma maior disponibilidade de tempo e de liberdade, pode vir a ser um período interessante de descobertas e de realização pessoal.

Ao cuidarem da imagem dos idosos, os profissionais de estética podem assumir na vida destes um papel essencial na redescoberta e na manutenção da sua auto-estima.

De facto, hoje em dia são cada vez mais os lares e casas de repouso da 3ª idade que, percebendo a importância e a necessidade de manter a auto-estima dos idosos, fornecem serviços de estética regulares.

Inclusive, existem lares que detêm esses serviços nas suas próprias instalações, sendo cada vez mais comum a existência de casas de repouso que oferecem aos seus utentes serviços como jacuzzi, ginásio, cabeleireiro e salão de estética, entre outros.

Esta tendência crescente faz com que os lares se afastem, cada vez mais, do conceito, até agora muito enraizado, no qual eram vistos como espaços em que os idosos apenas aguardavam passivamente que a morte os levasse.

Estes serviços, que elevam a auto-estima dos idosos, ao mesmo tempo que cuidam do seu corpo e da sua mente são ainda muito gratificantes, tanto para quem os recebe como para quem os pratica.

Efeitos benéficos

A grande maioria da população idosa é sedentária, devido por vezes às artroses, às dificuldades de equilíbrio ou a problemas relacionados com a circulação sanguínea. Nestas situações a massagem promove:

• Aumento da circulação sanguínea;

• Aumento da circulação linfática;

• Alívio da dor;

• Melhoria na respiração;

• Redução do stress e da ansiedade;

• Aumento da amplitude da mobilidade articular;

• Diminuição das tensões musculares;

• Atenuação de problemas como a artrite e o reumático.

Saiba mais na próxima página

Reintegração social

Os idosos recorrem, cada vez mais, a cuidados estéticos para melhorar a sua aparência e a sua auto-estima. Ao desfrutarem de uma boa aparência, os idosos sentem-se mais confiantes para retomar as actividades de lazer e de convívio social.

Muitos deles não tiveram oportunidade para se cuidarem quando eram mais novos e, por isso, agora, aproveitam o tempo disponível para recuperar um pouco da sua juventude, tanto por fora como por dentro.

O que está a acontecer ultimamente, no segmento da terceira idade, é uma sensível mudança em relação às atitudes e aos comportamentos. De pessoas passivas e dependentes transformam-se em pessoas activas e autónomas. Este modo de ser é classificado pelos profissionais de saúde como envelhecimento activo.

“Um cuidado básico de rosto promove a auto-estima do idoso”

Os Lares de Terceira Idade Idosos em Família também já aderiram a esta nova tendência. Assim, possuem serviços de estética com salões de beleza inseridos num espaço convidativo e harmonioso.

Segundo Isabel Baptista, animadora cultural/assistente de geriatria e formadora em ambas as áreas, “a interacção com os idosos é facilitada, pois toda a formação adquirida é uma mais-valia.

Apesar de ser a única com formação específica em geriatria no Salão de Beleza Unissexo, também as minhas colegas desenvolveram aptidões para lidar com a terceira idade”.

O processo de envelhecimento fisiológico reflecte-se na pele e na fisionomia. Assim, “um cuidado básico de rosto promove a auto-estima do idoso. Por exemplo, um simples delinear das sobrancelhas, quase sem pêlos, com tinta própria de permanente de pestanas pode “tirar” cerca de 10 anos aos idosos, tal como muitos referem”, explica Isabel Batista.

A manicura e a pedicura são ainda serviços muito solicitados, “ao longo dos anos, as unhas endurecem dificultando a mobilidade. Nesses casos, a esteticista promove o seu cuidado diagnosticando mazelas ungueais, promovendo o seu alívio e até a cura.

O idoso sai do salão aliviado de uma dor que o incomodava, e até confessa que no dia a seguir vai dar aquele passeio tão apetecido com os da sua idade”, refere a formadora.

Saiba mais na próxima página

A proprietária do Salão de Beleza Unissexo, Fernanda Luís, incentiva todos os idosos a usufruírem deste serviço, disponibilizando as suas colaboradoras e proporcionando a sua deslocação aos lares para prestarem este serviço quando a mobilidade do idoso não permite a sua deslocação ao salão. A aceitação e a gratidão por parte dos idosos é muito grande.

Protocolos mais procurados
● Cuidados faciais

Os cuidados faciais são bastante procurados por quem tem idade avançada, maioritariamente por mulheres. Alguns desses procedimentos envolvem a redução de rugas e de manchas, assim como a remoção de pêlos supérfluos.

● Cuidados corporais

A perda de volume, de gordura localizada, e a diminuição da flacidez fazem parte das preferências, ao nível dos cuidados de corpo, do sector da terceira idade. Os protocolos de hidratação e revitalização são também muito indicados, visto que a pele envelhecida tem tendência a ficar desidratada, com a elasticidade reduzida e a vitalidade comprometida.

O profissional de estética deve utilizar produtos naturais, com óleos vegetais biodegradáveis, sem a presença do óleo mineral, da parafina e de parabenos, devido à sensibilidade cutânea do cliente.

● Manicura e pedicura

Estes são sem dúvida os serviços mais procurados pelos idosos, tanto pelas mulheres como pelos homens. Os idosos costumam apresentar sérios problemas nas mãos e nos pés, devido a alterações circulatórias, deformidades ósseas, diabetes, entre outras.

Os pés dos idosos já suportaram, durante toda uma vida, o seu corpo. É, portanto, natural que nesta fase se encontrem mais fragilizados. As calosidades, a falta de hidratação e o facto de as unhas dos idosos se caracterizarem por serem mais grossas e difíceis de aparar contribui para que os seus pés devam ser tratados por podologistas.

Relativamente às mãos, no caso dos homens o seu cuidado passa, basicamente, pela sua hidratação e manutenção e higiene das unhas. Para as mulheres, para além de ambicionarem terem as unhas limpas e cuidadas, também é importante que as suas unhas estejam bonitas e pintadas, se possível a combinar com as unhas dos pés.

● Massagem geriátrica

As massagens a idosos são gratificantes mas também muito exigentes, uma vez que requerem do profissional um interesse verdadeiro pela vida dos clientes, e pelo restabelecimento das suas limitações físicas.

Tratar os idosos com a dignidade que eles merecem é imprescindível. O contacto regular entre o terapeuta e os idosos responde significativamente às suas necessidades de afecto. Deste modo, os idosos sentem-se valorizados.

Saiba mais na próxima página

Com o aumento da esperança média de vida, a população idosa tende a aumentar, por isso, muitos terapeutas de massagens estão a especializar-se em massagens para seniores, para que estes consigam atingir a harmonia entre a mente e o corpo.

É necessário adaptar diferentes técnicas de acordo com a necessidade da pessoa.

Por exemplo, uma pele flácida vai requerer movimentos de percussão para ajudar a estimular a irrigação sanguínea. O importante é dar movimento aos tecidos.

Óleos recomendados:

● Artrite e reumatismo

Benjoim (protege a pele), camomila (calmante), lavanda, limão, cravo e canela;

● Ansiedade e depressão

Lavanda, tangerina, rosa, jasmim, alecrim e gerânio. Apresentam bons resultados se acompanhados de toques carinhosos;

● Problemas circulatórios

Lavanda, menta (em pequenas quantidades), rosas, gerânio e Ylang-Ylang;

● Palpitações

Lavanda, camomila e Ylang-Ylang.

“Foi sempre nossa filosofia dar importância aos cuidados de estética e bem -estar”

A Casa de Repouso Santa Bárbara é um empreendimento destinado ao apoio e bem-estar da idade sénior, aberto desde 2003. De acordo com Katherine Oliveira, administradora do empreendimento, “neste espaço, para além de serem prestados todos os cuidados de geriatria necessários ao idoso, foi sempre nossa filosofia dar importância aos cuidados de estética e bem-estar.”

Com hidroterapia (piscina coberta e aquecida), fisioterapia e um ginásio equipado que se converte em salão de festas, “procuramos promover o exercício ou actividade física regular, que tanto contribui para um envelhecer saudável como para uma melhoria da qualidade de vida.”

Para além disso, “os idosos podem contar ainda com sauna, jacuzzi, sala de massagens e salão de cabeleireiro com esteticista para a promoção da sua auto-estima e do seu bem-estar”, refere a administradora.

Segundo Katherine Oliveira, “todos estes serviços e áreas são bem aceites pelos idosos, dentro das suas capacidades, limitações ou restrições. No entanto, os serviços que mais os cativam são sem dúvida os de estética e de cabeleireiro”.

Saiba mais na próxima página

Na perspectiva da Casa de Repouso Santa Bárbara “é muito gratificante esta adesão, pois se o idoso se preocupa com a sua auto-imagem é porque se sente bem consigo mesmo, o que significa que está a ser bem cuidado”.

Apesar de “no início a manicura e a pedicura serem basicamente cuidados de higiene, com cores muito suaves nas senhoras e depilação só no rosto, actualmente já temos clientes a arranjar as mãos com mais frequência, a pintar as unhas quinzenalmente, com cores mais arrojadas e até com manicura francesa ou ‘nail art’.

Nos pés, para além dos cuidados de manutenção, já pintam as unhas a combinar com as mãos e na depilação já há quem faça axilas e pernas.

Existem dois tipos de idosos:

• Os que têm uma alimentação equilibrada e um estilo de vida activo. Estes podem usufruir da massagem como uma terapia complementar à sua vida saudável.

• Os que, para além dos problemas normais da idade, sempre possuíram hábitos sedentários.

A falta de actividade física diminui a circulação sanguínea e linfática, originando um aporte de oxigénio mais baixo. Os idosos que já têm a saúde debilitada beneficiam muito com este tipo de massagens.

As necessidades específicas de cada idoso, requerem, por vezes, algumas modificações na metodologia e na técnica de massagem. É o caso, por exemplo, dos doentes acamados, com doença crónica (ex: artrite, diabetes, epilepsia, asma, etc.), com deficiência visual e auditiva, deficiências físicas e problemas psicológicos.

Existem várias e distintas técnicas que produzem efeitos muito benéficos nas pessoas da terceira idade, tais como:

Massagem de relaxamento

Esta massagem deve ser suave mas, ao mesmo tempo, estimulante. Tem como principal objectivo resolver dolorosas contracções musculares proporcionando ao idoso momentos de melhor disposição física e psicológica.

Reflexologia

Esta técnica, designada por ser um conjunto de manobras que se assemelham à massagem nos pés, trabalha com energias subtis, revitalizando o corpo de forma a que os mecanismos naturais possam melhorar.

Saiba mais na próxima página

A massagem nas áreas reflexas dos pés estimula o sistema imunitário e outros mecanismos de auto-equilíbrio orgânico, auxiliando-o preventivamente nas ocorrências de potenciais distúrbios. As doenças reumáticas e degenerativas nos idosos são muito frequentes.

Nestes casos, a reflexologia também ajuda o idoso através das aplicações de pressões directas nas áreas reflexas podais trabalhando-as de modo firme e constante até acalmar a dor e a inflamação.

Drenagem linfática

Alivia as dores provocadas por edemas nos membros inferiores e reduz as dificuldades na circulação. Os profissionais de estética devem sugerir, sempre que se adeque, exercício físico e uma alimentação equilibrada que irá ajudar o idoso a ter uma melhor qualidade de vida.

Em caso de osteoporose comprovada, os idosos devem ser aconselhados a consultar um médico antes de começarem qualquer terapia, cuidado, actividade física ou desportiva.

Testemunho de uma esteticista

Liliana Paulo, esteticista e proprietária do Instituto de Beleza Eden, deixou-nos o testemunho sobre a sua experiência ao nível dos cuidados de estética em idosos. “Em 2005 fui para o Lar da Santa Casa da Misericórdia de Benavente para executar, essencialmente, tarefas de manicura e pedicura aos idosos que aí se encontravam, tentando dar o máximo de atenção a todos eles.

Tinha sempre um cuidado acrescido nos utentes com diabetes, para evitar eventuais infecções. Para além disso, tinha ainda em consideração todas as outras patologias que muitos idosos tinham.

Nas mãos, cortava e limava as unhas e por vezes pintava-as a algumas senhoras. Nos pés, arranjava as unhas e tratava as calosidades e, no fim, gostava sempre de proporcionar-lhes uma massagem. No caso dos idosos acamados, o processo tornava-se um pouco mais difícil.

No entanto, eram mais observados no sentido de lhes proporcionar momentos de bem-estar e companhia. No início, os idosos estranhavam um pouco tais cuidados, pois era algo ao qual não estavam muito habituados, no entanto, com o decorrer do tempo, começaram a gostar.

Actualmente, chegam até a ser exigentes. Eram momentos bastante agradáveis, pois eles sentiam-se mais leves, confortáveis e, ao mesmo tempo, acabavam por ocupar algum do seu tempo livre. Trabalhar com idosos é, de facto, uma experiência bastante instrutiva tanto a nível profissional como social.”

Texto: Patrícia Velez Filipe
Fotografia: ©Alexander Raths - Fotolia.com
Agradecimentos: Fernanda Luís, proprietária do Salão de Beleza Unissexo; Isabel Baptista, animadora cultural/assistente de geriatria e formadora, Lar de 3.ª Idade Idosos em Família; Katherine Oliveira, administradora da Casa de Repouso Santa Bárbara; Liliana Paulo, esteticista e proprietária do Instituto de Beleza Eden

artigo do parceiro:

Comentários