Madeline encanta na Semana da Moda de Nova Iorque

A modelo especial foi a estrela da coleção primavera/verão de 2016 da marca Hendrik Vermeulen e eleita a "Modelo do Ano"

Madeline Stuart tornou-se num símbolo de aceitação social por parte de todas as pessoas com deficiência, após se ter tornado a primeira modelo com síndrome de Down a desfilar na Semana de Moda, em Nova Iorque.

A jovem de 18 anos, há muito tempo que sonhava em ser modelo e chegou mesmo a pedir à mãe "mãe, eu, modelo" e foi com estas palavras que Rosanne Stuart ajudou a filha a realizar esse desejo.

Assim Madeline, tornou-se na primeira modelo com síndrome de Down a desfilar na New York Fashion Week, sendo a estrela da coleção primavera/verão 2016 da marca Hendrik Vermeulen, desfilando ao lado de modelos conceituados e até mesmo dos designers da marca Hendrik Vermeulen e Dino Moran.

A jovem já se está a tornar uma inspiração para milhares de pessoas que lidam com este tipo de necessidades especiais, mostrando que é possível ultrapassar todos os preconceitos. Para além de manequim, a jovem é também dançarina, jogadora de basquetebol, praticante de críquete e também de natação.

Com 467 mil seguidores no Facebook, é o rosto da Glossigirl, empresa de cosméticos, e tem também uma linha de malas inspirada em si da marca EverMaya, cujas receitas são revertidas a favor da Sociedade Nacional com Síndrome de Down.

Foi eleita pela agência de modelos Melange, "Modelo do Ano" e encontra-se nomeada para dois prémios na sua terra natal, nas categorias de "Orgulho da Austrália" e "Jovem australiana do ano".

artigo do parceiro:

Comentários