A dupla Alves/Gonçalves rouba a cena no 1º dia de Portugal Fashion

A 35ª edição do Portugal Fashion teve início em Lisboa com o desfile da marca Hibu e de João Melo Costa. Storytailors e TM Collection by Teresa Martins também tiveram lugar na passarele lisboeta.

O primeiro dia da 35ª edição do Portugal Fashion contou com as coleções de jovens criadores da plataforma Bloom e designers já consagrados para c0meçar a divulgar as tendências para a próxima primavera/verão 2015. 'Os Maneis', nome pelo qual a dupla Alves/Gonçalves é carinhosamente conhecida, tiveram a atenção do público ao apresentarem uma coleção 'easy to wear' vanguardista onde o padrão de bolinhas foi o grande protagonista.

A passerelle foi inaugurada no Teatro Thalia, às 19h30, com um desfile duplo inserido no projeto Bloom. A Hibu –marca dos jovens criadores Marta Gonçalves, Gonçalo Páscoa e Nuno Sousa– apresentou a coleção “Cru”, que se caracteriza, segundo os seus autores,“por uma forte mistura de silhuetas e uma paleta cromática ainda mais rica e fortalecida, que se traduz em tons terra e impressão. Os criadores privilegiaram as cores bordeaux, lilás,mint, bege, brow pink, prateado e branco, enquanto ao nível dos materiais a opção passou pelo linho, jersey, muslin e sarja. Estas propostas enquadram-se no “estilo effortlesscom um toque artístico, minimalista e desconstrutivo” que esta marca de streetwear reivindica. No mesmo desfile, João Melo Costa dá a conhecer a sua coleção “We have plans”. Este criador fez a sua estreia no projeto Bloom do 30.º Portugal Fashion, em março de 2012 e é um dos mais promissores designers.

Situado no Palácio das Laranjeiras e com origem no século XIX (1820), o recentemente recuperado Teatro Thalia acolheu ainda o desfile dos Storytailors, que teve lugar por volta das 20h30. João Branco e Luís Sanchez revelam então a coleção “Voyage Voyage”, em que, segundo os próprios, “as silhuetas representam a euforia de poder intervir e escolher, de poder usar o vestuário como um pintor usa um pincel, ou um poeta as palavras. Transparências delicadas sobrepõem-se em camadas dotadas de uma complexidade opcional e antagonicamente simples. Musseline plissada e sublimada com imagens que se decompõem em formas orgânicas e manipuláveis. Tule point d’esprit ; pele em peças modulares e novos tecidos, como a organza dupla termocolada com tule. As cores chegam-nos retiradas de um amanhecer de primavera ou de um pôr do sol de verão, ou seja, salmão, azul celeste, azul turquesa, amarelo e vermelho.

Do Teatro Thalia os desfiles foram transferidos para o Museu Nacional deHistória Natural e da Ciência, onde teve lugar a apresentação de Alves/Gonçalves, por volta das 22h e de TM Collection by Teresa Martins por volta das 23h. "Tanto mar" foi o mote da coleção e estava refletido através dos tecidos naturais e frescos numa gama de peças fluidas e elegantes, seguindo uma tendência chique, romântica e casual. Cada peça foi detalhadamente construída e enriquecida com bordados e estampados exclusivos, resultando em vestidos, calças e túnicas transmitem uma silhueta fácil, moderna, urbana e muito sofisticada. O desfile começou e fechou com uma representação do tema através da dança, numa teatralidade a que a designer já nos habituou.

O evento prolonga-se até ao dia 25 de outubro, no Porto, e nesta edição contará com vários locais diferentes para os desfiles. Ao todo, estão previstos 33 desfiles (individuais e coletivos), 12 deles na passerelle dedicada a jovens designers e escolas de moda: o Bloom. No cômputo geral, o 35.º Portugal Fashion reúne 27 criadores (jovens e consagrados), 11 marcas de vestuário, seis marcas de calçado e quatro escolas de moda.

Veja agora o dossier da 35ª edição do Portugal Fashion com atualização diária de todos os desfiles.

artigo do parceiro:

Comentários