Tratamentos e produtos anticelulíticos de última geração

É rara a mulher que não se queixa de celulite. Saiba como atuam os ultrassons, a crioterapia e a cavitação, além de cremes, séruns e até produtos de banho com fórmulas inovadoras.

Ao assumir o corpo com celulite na capa da revista Glamour, a atriz e ativista norte-americana Lena Dunham voltou a relançar o debate sobre a ditadura da imagem nos tempos que correm. Nos últimos anos foram desenvolvidos novos aparelhos com tecnologias de vanguarda que permitem tratar a a pele tipo casca de laranja de forma não invasiva e segura, com resultados cada vez mais eficazes.

Da lista de novidades e de soluções com provas já dadas, destacam-se, entre outros, a radiofrequência, o laser e dois tratamentos baseados em vibrações de alta frequência que permitem romper as células gordas e agilizar a libertação de gordura do organismo, mas também a crioterapia e novas fórmulas inovadoras em séruns, cremes e até produtos de banho anticelulíticos. Conheça-os de seguida:

- Crioterapia

Também conhecida como terapia do frio, está a ser usada para destruir as células adiposas através de um tratamento feito a baixas temperaturas, usando uma espécie de elétrodo sobre a zona a tratar. Os resultados só são visíveis entre seis a oito semanas após o primeira sessão mas a sua eficácia tem sido elogiada. Este tratamento é, sobretudo, indicado para mulheres com excesso de peso, com uma celulite mais acentuada.

A zona abdominal e a zona de acumulação de gorduras na parte traseira dos joelhos podem ser tratadas com recurso à crioterapia. Já para a parte dos glúteos, esta tecnologia não é das melhores. No caso das situações de pele tipo casca de laranja provocadas pela retenção de líquidos, esta solução também não é das mais eficazes. Além de picadas incómodas, pode gerar vermelhidão numa fase inicial.

Ultrassons

Os ultrassons são vibrações sonoras de alta frequência, acima do limite audível pelo ser humano, que se transformam, em contacto com o organismo, em energia térmica. Esta energia penetra na pele até ao tecido adiposo, rompendo os adipócitos (células que armazenam gordura), sem danificar a epiderme, a derme, nem os tecidos adjacentes, e a gordura desalojada é eliminada naturalmente através do próprio organismo.

Destacam-se dois equipamentos de ultrasons, o UltraShape e o Liposhaper. Há também alguns equipamentos que associam os ultra-sons a outras tecnologias, como o Exilis (ultrassons combinados com radiofrequência) e o UltraLipo Sonic (ultrassons associados a radiofrequência e crioterapia). O preço varia, em média, entre os 100 € (UltraLipo Sonic), os 150 € (Exilis) e os 1.000 € (UltraShape e Liposhaper).

- Cavitação

É uma tecnologia de ultra-sons mas com uma designação diferente (cavitação) que tem vindo a ser adoptada pelas marcas de equipamentos. Trata-se de um fenómeno físico gerado pelos ultra-sons no tecido adiposo. Provoca a formação de micro-bolhas de ar no líquido intercelular do tecido adiposo, cuja implosão provoca um impacto de energia que rompe a membrana celular dos adipócitos (células gordas), libertando o seu conteúdo.

Destacam-se como equipamentos de cavitação, um método já disponível em Portugal há vários anos, o Hydrolipocav, Synetica, Proslimelt. Há também alguns equipamentos que associam a cavitação a outras tecnologias, como o Magic Station Plus, que combina cavitação e radiofrequência. Os preços por sessão variam, em média, entre os 130 € (Synetica) e os 400 a 500 € por sessão no caso do Proslimelt.

Veja na página seguinte: Fórmulas que combatem a pele tipo casca de laranja

Comentários