Glúteos sem forma

Como a gluteoplastia e a macrolane a podem ajudar

O sedentarismo da vida actual,
quer seja realizando tarefas de
escritório ou passando longos
momentos de ócio à frente
da televisão, faz com que
descuidemos a tonificação
dos músculos dos glúteos,
com o consequente aumento
de gordura e celulite nessa
zona.

Mas, actualmente,
podemos reposicionar
as suas formas e conseguir
uns glúteos arrebitados. Estas são duas das formas que tem à sua disposição para o conseguir:

Gluteoplastia

«O tratamento cirúrgico para a falta de volume nos glúteos consiste na colocação
de próteses elipsoidais ou redondas, dependendo de cada caso – gluteoplastia com
próteses», esclarece Hélder Silvestre, médico da clínica MyMoment. As próteses são colocadas numa bolsa que é dissecada no tecido subcutâneo (entre
a pele e o músculo) ou numa bolsa por baixo do músculo grande glúteo e, geralmente,
a incisão é feita no sulco
inter-nadegueiro (para que a cicatriz fique dissimulada).
Esta intervenção custa 5000 €, aproximadamente.

Macrolane

Consiste na introdução sub-gladular de um gel de ácido hialurónico (Macrolane) que
permite pequenos a moderados aumentos de volume. «Tem resultados fantásticos, na
grande maioria dos casos, sendo hoje a minha primeira arma em mais de 90% das situações», revela o especialista.

«O paciente mantém a sua vida sócio-profissional, deixando apenas de poder
fazer alguns desportos durante 10 a 15 dias», explica Hélder Silvestre, cirurgião plástico.
É importante saber que cada ampola custa 200 €, sendo que uma paciente pode necessitar entre 2 a 10 ampolas.

Texto: Madalena Alçada Baptista

artigo do parceiro:

Comentários